quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. 1 Timóteo 1:5.

image

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16

Do muito que se ouve falar em relação à eficácia das lei,s como sendo algo necessário para que os homens vivam em relativa harmonia; seja as leis cíveis ou mesmas as religiosas. Infelizmente o que a bíblia revela, é que desde o Antigo Testamento os homens sempre tiveram uma grande tendência a rebelar-se contra qualquer tipo de leis.

Não é de estranhar que Jesus Cristo não tivesse sido compreendido quando nos seus ensinamentos mostrava que de fato a lei tornava-se inútil se não houvesse o amor de Deus para mediar o conflito existente em cada um de nós entre obedecer ao que determina as leis ou tentar molda-las as nossas próprias visões do que seja justiça. Dando continuidade às instruções do apostolo Paulo ao Jovem Timóteo, vemos que já havia naquela época a clara tentativa de algumas pessoas em mesclar os mandamentos da lei de Moisés, baseado em normas de condutas que não seria mais necessária, caso a pessoa colocasse em pratica os ensinamentos deixados por Jesus Cristo baseado no amor ao próximo. --- Como te roguei, quando parti para a macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina, Nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora.  1 Timóteo 1:3-4.

O que quero chama a atenção, no entanto, é para o detalhe de que não havia nenhuma contradição ou orientação que fosse contraria ao cumprimento das normas, condutas instituídas pelas leis cíveis criadas pelos homens. Ou mesmo ainda, nas leis criadas por Moises. Nos ensinamentos de Jesus. Talvez, vocês se perguntem. Mas não foi Deus que deus os 10 mandamentos para Moisés? Sim! Foi o próprio Deus que escreveu nas Tabuas de Pedra os 10 mandamentos:

Então falou Deus todas estas palavras, dizendo:
Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.
Não terás outros deuses diante de mim. (1º)
Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.  (2º)
E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.
Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.  (3º)
Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.
Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.
Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou. (4º)
Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR teu Deus te dá. (5º)
Não matarás. (6º)
Não adulterarás. (7º)
Não furtarás. (8º)
Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. (9º)
Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo. (10º) - Êxodo 20:1-17

Assim como o próprio Moisés quando a partir desses mandamentos, se baseou para criar as leis para os Judeus; não conseguiu enxergar neles o amor de Deus. Também os Fariseus, Saduceus, Escribas, Sacerdotes os religiosos da época não conseguia compreender que Jesus Cristo estava ensinando exatamente que faltava o amor de Deus para que eles pudessem  observar os 10 mandamentos da maneira pela qual Deus desejava. Vejam o que Jesus respondeu quando indagado pelos escribas sobre os mandamentos de Deus. ---  Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Mateus 22:36-39

Agora voltemos aos 10 mandamentos. Quando lido sob a luz da verdadeira vontade de Deus revelada por Jesus logo no primeiro livro do Novo Testamento o evangelho de Mateus é possível observar nessa resposta o que Moisés e todos os religiosos após ele não conseguiram! Leiam atentamente os 10 mandamentos e meditem neles! Se fizerem isso após terem orado pedido ao Espirito Santo de Deus que lhes conceda o discernimento, poderão sentir em todos eles o amor que Jesus tanto se referia. Senão vejamos! Do 1º ao 4º mandamento é ensinado como devemos amar a Deus. E do  5º ao 10º como devemos amar o próximo. Por isso meus queridos (as) que não havendo este entendimento com relação à maneira pela qual devemos “cumprir” os 10 mandamentos é que existem pessoas que mesmo estando em uma religião, seita ou caminhando de acordo com alguma filosofia humanista, nunca poderão agradar Deus se tentam executar a lei sem entendimento das suas 02 (duas) principais condições.

O que Jesus ensinou de maneira simples e objetiva foi: Que quem é capaz de amar a Deus, consequentemente poderá amar o seu próximo! E uma vez que amando a Deus e ao seu próximo como a si mesmo, estará de fato cumprindo a Lei! Pois quem ama, não mata, não rouba, não adultera, não levanta falso, não deseja mal e principalmente: Ama Deus acima de qualquer outra coisa. Nisso se resume a Lei de Deus: NO AMOR! --- Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Mateus 22:40.

Jesus Cristo não só ensinava como também provava que aquilo que dizia era exatamente o mesmo que estava nas escrituras sagradas. --- Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. Mateus 5:17-20.

Contudo, para nossa alegria Jesus Cristo estabeleceu uma nova aliança. A aliança da GRAÇA! Onde não seria mais necessário outro sacrifício além do que Ele estava preste a realizar através da sua própria morte na cruz. --- E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.  Hebreus 12:24. E da mesma maneira que todos os que naquela época  aceitaram a Jesus como seu salvador, não mais fazia sacrifícios. É totalmente desnecessário e mais do que isso! É o mesmo que querer invalidar a morte sacrificial de Cristo na cruz qualquer ensinamento seja novo ou mal direcionado dos que já havia; que exija do homem realizar qualquer coisa para que possa vim a ser salvo. ---  Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; 1 Timóteo 1:6-7.

Para que não fique nenhuma margem para que entendam de maneira incorreta a minha informação de que Jesus Cristo determinou que fosse necessário cumprir somente as duas regras ensinadas por Ele para que assim já tenham cumprido toda a Lei! Quero deixar claro que Ele estava se referido a lei do amor de Deus! Ainda que Ele mesmo também estivesse estabelecendo a partir dai, o rompimento da Lei Civil criada por Moisés. No entanto, não se tratava de uma rebelião contra as leis estabelecidas, que era para os Judeus. Ele ensinava as leis que interessava aos que passariam a serem CIDADÕES DO REINO DE DEUS. Quanto às leis cíveis existente nos nossos dias! Deixemos-las para os que ainda não entendem o amor de Deus: --- Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, 1 Timóteo 1:8-10.

Talvez agora que sabem que os mandamentos de Deus não foram estabelecidos para proibirem aos seguidores, aos que amam Deus e Jesus Cristo de fazerem o que dito que se faça no mundo. Eles são muito pelo contrario da propaganda do Diabo contra a sã doutrina a maior expressão de liberdade. Está claro que, se deixamos de fazer algo que possa destruir a nós mesmos ou prejudicar ao nosso próximo não é porque sejamos proibidos! Mas sim por que temos amor por Deus, por nós mesmos e pelo nosso próximo. --- Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. 1 João 4:11.

Está é a verdadeira liberdade que o evangelho nos concede: De poder dizer não ao pecado! O contrario meus amados (as): --- Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo. 2 Pedro 2:19.

E quanto a mim e aos que já são meus irmãos em Cristo: --- Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. Gálatas 5:1.

Amém.

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.