quinta-feira, 28 de junho de 2012

Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. Gálatas 1:10

 

image

 

Não que esteja generalizando! Pois sei que existem os que o proposito verdadeiro é de fato enriquecer aos que desejam mais conhecimento de Deus em concordância com a verdade absoluta das escrituras. Mas infelizmente, há aqueles não agem da mesma forma e são especializados em pôr entendimentos pessoais e quererem para si a honra ou reconhecimento como autoridade sobre o assunto. Fico muito a vontade quando exponho esta opinião, uma vez que fui alcançada pelo Evangelho de Cristo através de um encontro muito pessoal e sem nenhuma influência externa e pior: Humana. Alinhando a este detalhe o fato de que como já testemunhei neste blog; já havia buscado Deus em muitos outros lugares onde é comum as pessoas pensarem que Ele possa estar, ai sim, totalmente influenciando pelo pensamento humano.

Nas muitas religiões, seitas, filosofias encontramos muitos deuses; mas com certeza nunca o verdadeiro Deus da Bíblia. Também por este detalhe que fico cada vez mais convencido do risco de buscar em cursos, universidades e muitos estudos elaborados por homens; o que possa dar respostas para as questões bíblicas que alguns pensam não estarem muito bem esclarecidas; outra vez; pela ótica natural dos homens, que quando não conseguem explicar, se esmeram em confundir. É ai que entra estes estudiosos! Que  se dizem capazes de explicar.

Infelizmente ou felizmente (prefiro a segunda hipótese), não é o que tenho visto como exemplo a ser seguido ou sequer levado em conta o que esses pseudos doutores da fé com as suas teologias acadêmicas tem mostrado como respostas. Excetuando os que são sinceros e fieis aos ensinamentos de Jesus. Fico cada vez mais convencido de que mesmo que pudéssemos achar algo aproveitável compartilhando dessa busca de conhecimento, com certeza ainda assim encontraria respostas mais voltadas para o convencimento das teorias de homens e pelos argumentos naturais; do que pela verdadeira e necessária experiência espiritual. Os que pensam que o muito estudar é a formula ideal, talvez estejam esquecendo que a bíblia é sabidamente Espiritual. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; 2 Timóteo 3:16.

Não quero que pensem que eu estou acusando os que pensam assim de estarem pecando por lerem ou estudarem outros livros. Pois a própria bíblia mostra que podemos ter muitos conhecimentos de varias fontes, até aquelas sem muita coerência; contudo é necessário que observemos também às claras advertências que ela nos faz em relação ao que de fato deve-se aproveitar:

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. 1 Coríntios 10:23

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. 1 Coríntios 6:12

Já mencionei inclusive em postagem aqui no blog; a experiência que tive com o Espirito Santo de Deus, quando manifestei o desejo de adquirir uma dessas muitas bíblias editadas por pessoas que pensam que por se debruçarem sobre os muitos outros livros, nas teorias intepretações de outros homens chegam a conclusão que encontraram o X da questão e podem então lançar uma nova versão do que ele acha ser a “verdadeira compreensão” e dão o nome de: Bíblia de Estudo de Fulano de Tal! Eu ia caindo nesta esparrela!

Quando narrei como fui impedido de concluir a compra pela internet de uma dessas edições, mencionei a pergunta que o Espirito Santo me fez: O que é uma bíblia de estudo?

Acho que os queridos (as) já perceberam que o que escrevi mais acima é a resposta que o Espirito Santo esperava ouvir. Mas, confesso que na primeira vez não entendi assim. Ai, a voz lá dentro de mim ecoou novamente: O que é uma bíblia de estudo? E foi ai que tive o lampejo de lucidez e descrevi para mim mesmo que tinha acabado de entender. Ainda pensei que eu estava sendo muito “radical”, mais, que sou eu para discutir com o Espirito Santo? Então a voz de novo me perguntou? Até aqui quem tem te ensinado?

Diante de tal instrução o que dizer? Afinal Ele; o Espirito Santo é o autor e inspirador de toda a Escritura Sagrada; a mesma qual dar-se o nome de Bíblia.  Bíblia é uma palavra de origem Grega que significa “rolo” ou “livros”. Para nós, Cristãos, as Escrituras Sagradas são o conjunto de livros, divinamente inspirados, a partir dos quais podemos entender melhor tanto o que Deus espera de nós quanto as maravilhas que Ele nos tem preparado.

O que estou querendo dizer com isso? E porque estou relembrado esta experiência? Podem acreditar que não é para levantar nenhuma campanha contra os autores dessas bíblias e nem tão pouco condenar os que ensinam sobre os assuntos de Deus baseado-se nos no pensamentos dos autores.

Simplesmente, estou querendo despertar em cada um dos que pretendem conhecer mais do Deus verdadeiro. Que estejam alerta para o que encontrarão ao buscar; pois é certo que irão encontrar nos livros, ensinamentos entendimentos e até fatos humanamente comprovados. Como sendo algo que possa de alguma maneira leva-lo a associar de forma equivocada ao Deus da bíblia. O que peço é que antes que sejam totalmente influenciados por estas “verdades” ainda que lhes mostrem textos, passagens que foram tiradas dela própria! Que mesmo assim, não deixem de buscarem por si próprios a oportunidade de ouvirem do Espirito de Deus a confirmação.

Como? Você pode está se perguntando? A própria bíblia te responde:

Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.
Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.
Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.
Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.
As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parece loucura; e não pode entende-las, porque elas se discernem espiritualmente. 1 Coríntios 2:9,14.

Poderia até radicalizar dizendo que somente por estes versículos invalidaria qualquer tentativa de alguém se achar capaz de ensinar aos outros. Porém, estaria no mínimo me contradizendo (de novo pela ótica humana) de que eu também estou tentando ensina-los! O que seria também incorrer no mesmo erro, uma vez que o que estou escrevendo pode ser interpretado como uma forma de induzi-lo pelos meus próprios conceitos. Mas felizmente para mim e para vocês, não é o caso. Não pretendo “ensinar” nenhuma “novidade ou pensamento”.

Ainda que o versículo acima que usei como titulo, me deixe tranquilo em relação ao fato de que apenas estou fazendo o que claramente quem é servo de Deus deve fazer: Instruir aos homens. Mas obedecendo porém a ressalva mais do que importante! Se estiver de fato a serviço do verdadeiro Deus da Bíblia. E é neste aspecto que eu me apego ara insistir na observação dos critérios que o cristão deve observar para instruir e se deixar ser instruído das coisas de Deus. Que seja de maneira que agrade a Deus e não aos homens. E só podemos ter a capacidade de sermos ensinados e ensinar se estivermos em total comunhão espiritual com Ele. O que também, requer certo cuidado, pois, com certeza se perguntar aos diversos escritores teólogos estudiosos, eles certamente dirão que são também espirituais!

A questão, porém não está apenas na condição de ser espiritual, mas a de sabermos a qual espirito e deus eles de fato servem? Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo. 2 Pedro 1:21. Esta é a principal condição para que possamos distinguir qual a origem da inspiração de certos conhecedores de Deus. Lendo isso, vocês podem até pensar que estou dando uma de politico brasileiro; e, estou legislando em causa própria! Mas vejam são é o que Jesus Cristo ensinou:

Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo. 1 João 4:1,3.

Perceberam? Que não é uma questão posicionamento pessoal? E ainda que fosse! Se estou mostrando o engano que é falar de Deus, da bíblia sem considerar Jesus Cristo como o único merecedor de toda honra e glória, estaria fazendo tão somente esta cumprindo o verdadeiro motivo pelo qual de fato nos é dado: Glorificar a Deus por Jesus Cristo. Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Romanos 11:36.

E quanto aos nomes dos autores de bíblia de estudos, lamento mais, a não ser que façam mais do que tentar explicar; aquilo que Deus quer que cada um de nós pessoalmente busque saber! Eu continuarei e estarei sempre buscando Naquele que é Exaltado pelo próprio Deus. A saber: Jesus Cristo.

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. Filipenses 2:5,11.

Só Jesus Cristo importa de tudo que nós homens possa pensar ensinar difundir ou até se deixar confundir, contudo que não o percam de vista que somente Ele pode de forma inquestionável Salvar, Curar e Libertar o homem. Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. 1 João 4:15

Amém .

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.

Deus está no controle!

Ainda que eu não te ouça, pois o mundo faz de tudo para te calar! (Trecho da Canção Mar de Vidro de Rodolfo Abrantes) Apesar das inúmeras v...