quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

E aconteceu que, estando ele só, orando, estavam com ele os discípulos; e perguntou-lhes, dizendo: Quem diz a multidão que eu sou? Lucas 9:18.

 

image

E, respondendo eles, disseram: João o Batista; outros, Elias, e outros que um dos antigos profetas ressuscitou.
E disse-lhes: E vós, quem dizeis que eu sou? E, respondendo Pedro, disse: O Cristo de Deus.
E, admoestando-os, mandou que a ninguém referissem isso, Dizendo: É necessário que o Filho do homem padeça muitas coisas, e seja rejeitado dos anciãos e dos escribas, e seja morto, e ressuscite ao terceiro dia. Lucas 9:18-22

As pessoas viam Jesus pregando e curando em vários lugares. Contudo, não sabiam muito bem quem ele era.
Os mais bem informados achavam que ele era filho de José, o carpinteiro. Alguns, mais espirituais, achavam que ele era um antigo profeta ressuscitado.

O mesmo ainda acontece! Pois mesmo que não tenham o visto, dizem que creem Nele. Porém tem opiniões bonitas, mas infelizmente, erradas de quem Ele realmente é. Nos nossos dias, as pessoas têm as mais variadas ideias erradas sobre Jesus. Dizem que ele é um mestre, um espírito iluminado, um revolucionário, fundador de uma religião.

Mostrando o porquê não saberiam responder: Quem é Jesus? Jesus é o filho de Deus. Ele é superior a todos os profetas e a todos aqueles que são considerados “deuses”, guias, anjos, santos ou entidades espirituais. E por que Ele é superior? Mesmo que só por ser o Filho de Deus já fosse suficiente. Mas, Ele foi mais além: O texto acima fala sobre sua morte e ressurreição. Nenhum outro morreu por nós e, se morresse, não teria ressuscitado. Vocês conhecem algum “mártir” entre os homens que tenha morrido no lugar de todos?

Se forem sugerir que eu leia livros sobre a história da humanidade onde encontrarei citações sobre pessoas que morreram por defenderem suas convicções. Entendo até que o façam, mas, porém penso que existe uma diferença entre morrer no lugar de alguém, de morrer por alguém; e a de ser morto por convicções pessoais. Pode a principio parecer à mesma coisa, mas nos próprios livros históricos podemos ver que as mortes da maioria desses mártires não eram sempre VOLUNTARIAS. Ou seja, eles não estavam morrendo por que esta era o sua ideia original. Não estava programando nas suas convicções este final! As suas mortes muitas vezes foram consequência de uma ação punitiva dos poderes que se sentiam contrariados.

E meus queridos (as), mesmo que possa ter havido quem tenha se deixado morrer em alguma época, em algum lugar, por alguém ou alguns especificamente. Não teve a importância universal que Jesus Cristo tem. Jesus Cristo é o único que dividiu a história da humanidade em AC e DC.

O que podemos concluir de todos os personagens históricos é o mesmo do que vemos diariamente nos noticiários. Onde as pessoas são e continuarão sendo mortas por várias motivações: sejam ideológicas, pessoais, coletivas, com boas ou, más intenções. O que não podemos e nem devemos comparar-los com a inquestionavel superioridade da vida e morte de Jesus Cristo. Precisamos reconhecer a superioridade de Cristo, renunciar a outros “salvadores” e ídolos, aceitar o sacrifício de Cristo e fazer um compromisso com ele:

Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens.
E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai. Filipenses 2:5-11

Além de que! Existe uma característica única em Jesus Cristo que o difere de quaisquer outros “salvadores”. Deus é a sua motivação! Não houve outro motivo pessoal que tenha interferido para que Ele decidisse morrer por todos nós:

Disse-lhes então: "A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo".
Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: "Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres". Mateus 26:38-39.

Jesus Cristo morreu por que foi obediente a Deus e não por vontade ou poder de homem algum:

Jesus perguntou: "Amigo, que é que o traz? " Então os homens se aproximaram, agarraram Jesus e o prenderam.
Um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou a espada e feriu o servo do sumo sacerdote, decepando lhe a orelha.
Disse-lhe Jesus: "Guarde a espada! Pois todos os que empunham a espada, pela espada morrerão.
Você acha que eu não posso pedir a meu Pai, e ele não colocaria imediatamente à minha disposição mais de doze legiões de anjos?
Como então se cumpririam as Escrituras que dizem que as coisas deveriam acontecer desta forma? " Mateus 26:50-54.

Nota: Legião = Divisão do exército romano, com 6 mil soldados.

Será que vocês ainda têm duvidas quanto a Superioridade de Cristo?

Será que pretendem arriscar-se seguindo a outros? Então, sugiro que se aprofundem no conhecimento das  motivações deles? Com certeza não encontrarão um que tenha tido a mesma do Nosso Senhor Jesus: Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos. Esse foi o testemunho dado em seu próprio tempo. 1 Timóteo 2:3-6.

Que Jesus Cristo possa estar com vocês.

Amém.

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.