sábado, 12 de março de 2011

Jesus é a única riqueza que importa termos.

ia_1timoteo6_9

Se alguém ensina falsas doutrinas e não concorda com a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino que é segundo a piedade,

É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,

Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.

Mas é grande ganho a piedade com contentamento. I Timóteo 6:3-6.

Quando vemos as doutrinas pregadas pelas várias “religiões” e avariadas filosofias que são fundamentadas nas convicções ou interesses humanos que não estão de acordo com a verdadeira doutrina de Jesus.

Como bem alertou o apostolo Paulo quem assim procede nada mais é que uma pessoa Soberba que nada sabe e que se aproveitam do fato das pessoas não terem o conhecimento da verdadeira palavra de Deus pela leitura das Escrituras Sagradas e buscam angariar vantagens de todas as formas.  Destas pessoas o apostolo orienta a nos afastarmos.

Eu como muitos que dizem crerem em Deus e antes de ter aceitado a Jesus; Busquei-o em muitas das chamadas “religiões disponíveis de acordo com a vontade do freguês”, portanto posso afirmar que como o apostolo Paulo descreve assim é o comportamento daqueles acham possuir dons, virtudes ou qualificações especiais.

A simples leitura dos Evangelhos e em todo Novo Testamento derruba por terra a condição de ser especial para que venha ser um verdadeiro pregador da palavra de Deus. Jesus não foi a Sinagoga atrás dos mestres da Lei, não buscou entre os ricos e poderosos os seus discípulos, não! Ele foi ao povo, aos  pescadores, cobrador de impostos, agricultores, pastores os pessoas simples do povo. Jesus nunca disse em nenhuma das suas pregações que somente determinadas pessoas poderiam ensinar a sua doutrina, como a história  mostra que assim foi feito pela Igreja Católica.

Qualquer pessoa que tenha o mínimo de discernimento não precisa ser gênio sabe que quando alguém ou alguma instituição tenta limitar o conhecimento de algo é  justamente pelo fato de que se tornando publico não mais poderão manipular as pessoas antes enganadas e a própria palavra de Deus testifica isso: E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". João 8:32.

Eu quando estava buscando a Deus em lugares que agora sei que ele não poderia estar, presenciei toda a sorte de tentativas de manipulação fui inclusive sutilmente avisado que: Quem tá fora quer entrar e quem está dentro não pode sair. Ora nem precisava ter conhecimento da palavra para saber que Deus não iria querer-me como devoto por medo ou obrigação. Bastou que eu usasse aquilo que Deus concede a qualquer um que é o livre arbítrio para até quem dele quer se afastar, para perceber que as mãos manipuladoras e interesseira do homem estavam por trás de toda aquela soberba de poder.

Já disse que respeito o fato das pessoas pensarem que estão colocando sua fé em Deus aonde acha que ele possa estar ou teria que ocultar que também já cometi o mesmo engano. Contudo não posso deixar de falar e mostrar o que aprendi não de homens mais pelo próprio Jesus através da sua sã doutrina.

Até o historiador mais ateu verá na base de quase todas ditas religiões , fundamentos que foram copilados e  distorcidos de acordo com épocas, interesses sociais, políticos e econômicos e pessoais as palavras de Deus e Jesus fazendo com que em vão seja apregoados seus nomes para se justificarem.

Por trás do argumento dos avanços cultural e cientifico o homem acredita serem capazes de desligar-se da necessidade do conhecimento espiritual de Deus. Uns negando, outros adaptando sua “religiosidade”  as filosofias que possam ser explicadas. Pobres criaturas que ainda não entendem que toda sua inteligência o torna falto de sabedoria para reconhecer o verdadeiro Deus o Criador em tudo ao seu redor: Assim, porque você é morno, nem frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca. Apocalipse 3:16.

Eles arrotam a sua soberba aos ventos para que todos os achem poderosos e senhores de si mesmos, digo mais uma vez: Pobres criaturas: Você diz: Estou rico, adquiri riquezas e não preciso de nada. Não reconhece, porém, que é miserável digno de compaixão, pobre, cego e que está nu. Apocalipse 3:17.

Entende oh criatura! Para onde irá levar todas as suas riquezas? De que lhe adiantou a soberba? Jesus é a única riqueza que importa termos. O crente que busca na Igreja ouvir Jesus falar que irá enriquece-lo nesta vida não teve ainda um verdadeiro encontro com o Jesus que morreu crucificado na Cruz do Calvário para liberta-lo e salva-lo justamente das coisas enganosas deste mundo.

Jesus na parábola do Semeador mostra como agem as pessoas que houve a sua palavra mais porém não consegue se desprender da coisas deste mundo: Mas quando chegam as preocupações desta vida, o engano das riquezas e os anseios por outras coisas, sufocam a palavra, tornando-a infrutífera. Marcos 4:19. O que poderia ser mais claro para que entendam que de nada adianta ambicionar, preocupar-se ou viverem ansiosos para ser rico, ter coisas que não poderão levar? Deixar para os filhos! Dirão alguns. E o que lhes garante que eles farão bom uso?

Pois um homem pode realizar o seu trabalho com sabedoria, conhecimento e habilidade, mas terá que deixar tudo o que possui como herança para alguém que não se esforçou por aquilo. Isso também é um absurdo e uma grande injustiça. Eclesiastes 2:21

O Rei Salomão foi o homem mais rico e sábio da sua época, contudo resumiu toda a sua riqueza e sabedoria em uma única palavra: Vaidade!

Palavras do pregador, filho de Davi, rei em Jerusalém.

Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade. Eclesiastes 1:1;2.

Não permita que a sua inteligência, que também é um dom de Deus, cegue-o a ponto de não vê o que acontece no mundo ao seu redor. Peça a Jesus que tire as escamas que impede que veja com a Fé verdadeira em Jesus àquilo que também poderá ser se não quiser aceitar! A tardia conclusão que sua vida é em tudo uma grande: Vaidade.

Que Deus Pai tenha misericórdia de todos aqueles que estão dispostos a aceitar a sã doutrina do seu filho e nosso Amado Jesus.

Creiam em Jesus é será verdadeiramente rico.

Amém.

Vivo por Jesus

sexta-feira, 11 de março de 2011

A vida está com Jesus.

ia_joao5_39

E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho.1 João 5:11

Ontem encerrei a postagem afirmando que não há como ser Cristão e não crer na vida eterna. Hoje quero reforçar esta verdade com o que está sendo afirmando no versículo acima que me leva a dizer que: Não crer na vida eterna é está na mesma condição de quem não acredita em Jesus. 

Como já escrevi em outras postagens, Jesus por diversas vezes chamou a atenção dos discípulos e para aqueles que ouviam as suas pregações que Ele não era deste reino, ou seja, deste mundo. Jesus como sabe apesar de ser Rei quando aqui esteve se despojou de todas as prerrogativas da sua Majestade. Ele viveu como um ser humano.

Jesus não só se despojou das riquezas e vaidades como também deixou vários ensinamentos que são contrários à busca desmedida pelas coisas naturais. Em todos os aspectos da vida humana Jesus mostrava que o excesso de zelo só fazia que perdêssemos a oportunidade de viver melhor e que até por nossas próprias vidas não valia a pena tanta preocupação: Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? Mateus 6:27.

Claro que não estou dizendo nem apregoando o não cuidar da saúde e do bem estar de forma normal e necessária, porém sem os exageros que vemos a maioria cometer pelo excesso de preocupação em obter bens, comer, vestir e etc.:  E disse aos seus discípulos: Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, nem quanto ao corpo, pelo que haveis de vestir. Lucas 12:22.

A muita preocupação que se tem com relação ao comer, vestir, possuir tem levado os homens esquecerem o quão frágil é a vida e de todas as inúmeras variáveis que pode culminar levando-os a morte física em apenas um breve tempo: Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Tiago 4:14.

Esta simbólica comparação deveria ser motivo para que todos nós parássemos um minuto que fosse para refletir a profundidade do seu significado pratico. Pois como  saber o dia que não haverá mais o amanhã? A morte sempre foi e ainda é uma das grandes preocupações do ser humano, apesar de ser inevitável que ocorra. 

Mais será que é justificada toda está preocupação? Afinal como diz a palavra:  Ou que diria o homem em troca da sua vida? Marcos 8:37.

Sabemos que os avanços tecnológicos têm levado a muitas pessoas ricas até bancarem os recursos para desenvolvimento de formas de prologar a suas vidas, alguns creem no congelamento dos corpos a espera da cura da sua doença, outros na clonagem de órgãos e até deles mesmos. DNA, clonagem, criogenia e todas as outras possibilidades que o homem possa criar.

O paradoxo destas tentativas é que o que o homem tanto procura e deseja é a maior evidência da verdade pregada nas Escrituras Sagradas – A Bíblia. A Natureza Eterna da Criação de Deus.  Condição esta que foi perdida com a introdução do pecado através de Satanás no mundo.

Desde o livro de Genesis até Apocalipse toda palavra de Deus revela esta natureza do homem e esta condição de angustia causada pela morte se da justamente pelo fato de já termos passado pela 1ª morte que foi a Espiritual.

E que infelizmente tem levado a humanidade a viver cada vez menos, pois mesmo com o aumento da expectativa de vida dos mais velhos em contrapartida vemos cada vez mais mortes prematuras nas faixas etárias mais jovens. Balanço este que sempre será negativo se a humanidade continuar a distanciar-se das verdades bíblicas.

Seja como narrativa poética, simbólica ou como deseje achar o que de fato não tem como negar ou fugir são os acontecimentos que acompanham a humanidade desde a sua existência estarem sempre relatados na bíblia e com evidências cada vez mais fortes quanto a sua veracidade inquestionável para nós que cremos.: E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo; A intenção dessa graça era que agora, mediante a igreja, a multiforme sabedoria de Deus se tornasse conhecida dos poderes e autoridades nas regiões celestiais, de acordo com o seu eterno plano que ele realizou em Cristo Jesus, nosso Senhor, por intermédio de quem temos livre acesso a Deus em confiança, pela fé nele. Efésios 3:10-12.

Todas as criações do homem não poderá leva-los ao que mais ambicionam como se pudesse pagar. Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma? Mateus 16:26.

Só em Jesus encontramos a realidade da vida eterna, só por Jesus podemos alcançar a misericórdia de Deus que irá permitir a nossa entrada no seu reino para vivermos eternamente com Jesus.: "Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela.

Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram. Mateus 7:13;14.

Quem acha a sua vida a perderá, e quem perde a sua vida por minha causa a encontrará. Mateus 10:39.

Veja que afirmação totalmente coerente com a realidade atual da humanidade! Pois na sua busca desfreada pelo bem estar e sua corrida desfreada pelo ter, tem tragado os homens não somente nas catástrofes naturais como os terremotos e tsunamis mais principalmente o engano da autossuficiência que tem levado a esquecerem de que somente  Deus e por aceitar a Jesus como seu único e suficiente Salvador poderá ressuscita-los da morte física  como um ser espiritual e eterno.

E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna.

Escrevo-lhes estas coisas a respeito daqueles que os querem enganar. 1 João 2:25;26.

Não duvidem? Tudo mais que possa questionar não terá importância diante do sofrimento eterno. Tudo que você possa estar questionando não pode ser esclarecido sem que permita Jesus entrar em sua vida para que por ele tenha a verdadeira vida: Jesus realizou na presença dos seus discípulos muitos outros sinais miraculosos, que não estão registrados neste livro.

Mas estes foram escritos para que vocês creiam que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus e, crendo, tenham vida em seu nome. João 20:30;31.

Porém! A escolha é sua.

Que Deus seja louvado.

Amém.

Vivo por Jesus

quinta-feira, 10 de março de 2011

Porque temer? Se Jesus está ao seu lado.

 

ia_1joao5_4

Todavia, mesmo que venham a sofrer porque praticam a justiça, vocês serão felizes. "Não temam aquilo que eles temem, não fiquem amedrontados. " I Pedro 3:14.

A confrontação! È uma das muitas maneiras que as pessoas que não aceitam a Jesus se utilizam para justificarem a sua incredulidade e também com a intenção de mostrar a inutilidade da nossa Fé tentando fazer  comparação de uma forma simples e aparente das consequências que os Cristãos e os nãos Cristãos são passiveis de sofrerem diariamente.

É um grande equivoco pensar que quem aceita Jesus ficará livre das dificuldades que poderão se apresentar ao longo de sua vida. O que, contudo acontece e é difícil aceitar para quem não tem Jesus como seu Senhor é o fato de que mesmo que o crente esteja sendo afligido por lutas ainda que  sendo fiel a Deus! Ele nunca se sentirá desamparado. Está é a fundamental diferença e que o versículo acima retrata de forma inequívoca.

Para que vocês tenham ideia do que a confiança em nosso Senhor Jesus proporciona no coração do crente basta perguntar ou observar a reação de um Crente em relação à, por exemplo: A perda do emprego. Este é um temor que aflige a maioria das pessoas. Recentemente assistir um filme que o personagem principal tinha como função demitir funcionários de grandes empresas. E as reações dos demitidos iam do choro, palavrões, tentativa de agressão ao suicídio.

Eu não posso falar aqui por todos os crentes, mais posso sim, garantir que se for um crente verdadeiramente convertido a Jesus ele irá lembra-se dos vários versículos em que Jesus nós deixou palavras de conforto, animo e esperança para todas ou qualquer circunstancias tais como:

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. João 14:27

"Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo". João 16:33

Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Romanos 8:18.

Há! E para que não tenha duvida que Deus esteja no comando de tudo e nada poderá impedir que aquele que nele confia saia da situação melhor do que antes:

Conheço as tuas obras (eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, que ninguém pode fechar), que tens pouca força, entretanto guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome. Apocalipse 3:8

Estes são apenas algumas das muitas promessas que Jesus nos deixou com relação a sua proteção e não como muitos até entre os crentes se confundem como sendo garantia de imunidade ou privilégios para as coisas do mundo e as utilizam como “chavões evangélicos” para uma pressuposta prosperidade. Toda a garantia, imunidade e privilégios que Jesus nos concede são para a Vida Eterna e o crente que não crer nisso com certeza ainda não foi verdadeiramente liberto.

Neste mundo em que estamos como estrangeiros Jesus promete como diz o versículo acima que mesmo assim seremos felizes e ainda nos recomenda e ensina como proceder: Antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês. I Pedro 3:15.

Esta deve ser a atitude de um crente quando questionado quando a razão da sua esperança: Contudo, façam isso com mansidão e respeito, conservando boa consciência, de forma que os que falam maldosamente contra o bom procedimento de vocês, porque estão em Cristo, fiquem envergonhados de suas calúnias. I Pedro 3:16

Não restando, no entanto a compreensão daqueles que duvidem da sua Fé mesmo assim não nos convém reagir, antes se lembre do nosso Senhor: “ É melhor sofrer por fazer o bem, se for da vontade de Deus, do que por fazer o mal. Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus. Ele foi morto no corpo, mas vivificado pelo Espírito,” I Pedro 3:17;18.

Sabendo que não adianta que não nos compreendam, que nos critique, zombem ou descrimine. Importa que em tudo sejamos fieis a Jesus que nos garante ser inúteis as palavras de quem nos despreza:

Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica; Quem os condenará? Cristo Jesus é quem morreu, ou antes, quem ressurgiu dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós; quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?

Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 8:33-39.

Não se engane amigos só com Jesus podemos resistir às aflições do mundo.

Prove Jesus e veja como Ele é bom.

Não existe outro a quem importe adorar.

Amém.

Vivo por Jesus

quarta-feira, 9 de março de 2011

O Amor de Deus é incomparável.

erros

Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a
sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças.  Marcos 12:30

Em outra passagem ao ser interrogado por um doutor da Lei sobre qual seria o maior mandamento Jesus também ensinou a mesma atitude em relação a Deus: Respondeu Jesus: " ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Mateus 22:37 e ainda acrescentou a sua importância em relação aos demais que eram amplamente citados e cobrados ao povo a sua observância: Este é o primeiro e maior mandamento. Mateus 22:38, pois os mesmos doutores da Lei que agora o interrogavam eram praticantes e observadores da Lei de Moisés porém desprovidos do menor sentimento de afeição para com Judeus seus irmãos e Jesus mostrou a eles o quanto estavam enganados em somente observarem as Leis mais não permitirem que Deus manifestasse a verdadeira razão dos 10 Mandamentos de Deus dado a Moisés, Jesus então resumiu a estes dois princípios: E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’.

Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas. Mateus 22:39;40.

E mais ainda; ele afirma que basta sermos capazes de observar apenas este: Toda a lei se resume num só mandamento: "Ame o seu próximo como a si mesmo". Gálatas 5:14

Os homens imperfeitos que são tentam até hoje, de toda forma  justificativas para suas atitudes de desprezo ao próximo sendo que a falta do Amor é exatamente a causa deste desprezo. Mais não este amor apregoado nas novelas, filmes e romances este sentimento assim chamado pelo os homens não pode ser comparado ao amor pelo qual Deus nos ama.

Quando Deus pede que o amemos sobre todas as coisas é justamente nesta atitude que passamos a adquirir a capacidade de amar ao próximo, pois somente estando cheio do amor de Deus somos capazes de amar nosso próximo como Deus nos amou. O Apostolo Paulo resumiu de maneira inigualável o verdadeiro sentido do Amor:

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria não se orgulha.

Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.

O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. I Coríntios 13:4:7.

Somente quando podemos compreender a verdadeiro sentido do Amor de Deus em nossas vidas é que somos cheios deste mesmo amor, pois sem ele nem a Deus conseguimos no passado  amar: Nós amamos porque ele nos amou primeiro. 1 João 4:19.

Lamentavelmente vemos a todo o momento pessoas trocando juras de amor e confiantes neste engano de acharem serem capazes de demonstrar o verdadeiro amor vão logo  assumindo compromissos ou simplesmente indo para cama com seu pretenso amado, com certeza este não é o Amor que está descrito no versículo acima! Este sentimento = s.m. Ato ou efeito de sentir. / Aptidão para sentir; sensibilidade. / Sensação íntima, afeto. Que é traduzido em seu significado apropriadamente como um ato ou efeito de sentir, tem levado a muitas pessoas de ambos os sexos a se sentirem cada vez mais equivocadas em relação ao que pensam ser amor.

Fico observando como as pessoas ficam confusas quando são solicitadas a descreverem o que pensam ser amor. Isto se dá pela ausência do amor de Deus em seus corações; é duro mais é a grande verdade. A cada dia vemos isto se provando nas estatísticas sobre o aumento de separações e está estatística é alimentada em grande parte por pessoas que fizeram juras de amores recíprocos mais que não sobrevivem às vezes a um único teste de compara-lo a uma das qualidades do verdadeiro amor que estão no capitulo 13 de I Coríntios. Como poderia evitar que passem a serem mais um casal que não conseguiram manter-se naquele sentimento que pensavam ser amor? Se não conhecem os mandamentos de Deus?  : "Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados."  I João 5:13.

Tudo que Deus pede é para o nosso bem, não vou me ater à conotação do pecado para mostrar como Deus nos ama. Se ele nos pede para não adulterar é porque sabe que nenhum dos lados gostaria de ser traído, quando ele nos pede para não roubar é porque não gostaríamos de sermos roubados, matar, enganar, trair, mentir, prostituir e todas as coisas que Deus abomina que se façam e que, porém nem por isso deixa de amar quem as praticam e espera em sua infinita misericórdia que se arrependam e está de braços abertos para recebê-las.

Não são pesados os mandamentos de Deus, pois eles são todos para o nosso bem. Mais em contrapartida quanto podem ser pesadas as consequências da falsa liberdade oferecida pelo mundo.

"Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna." (Judas 1:21)

Quem espera no Senhor nunca irá se arrepender e conhecerá o verdadeiro amor nas suas vidas.

Amém.

Vivo por Jesus

terça-feira, 8 de março de 2011

Cuidem para que não errem o caminho.

ia_joao14_6a

“Não é bom agir sem refletir; e o que se apressa com seus pés erra o caminho”.

Provérbios 19:2

É comum vermos pessoas sendo precipitadas em varias áreas da vida e na espiritual também não é  diferente. Costumo ouvir, por exemplo; quando converso com alguém sobre Jesus a quase imediata argumentação: Eu não tenho religião ou eu não discuto sobre religião. A precipitação de querer parecer alheio ou convicto em relação ao tema proposto faz com que pense e associem Jesus a uma religião. A pergunta que faço é a seguinte: Excluindo aquelas pessoas que declaradamente dizem não serem seguidoras de Jesus. A qual das muitas ditas religiões você poderia associar de alguma maneira a verdadeira vontade de Jesus? Quem nunca leu a bíblia pode até achar que todas as religiões que se baseia em Deus creem em Jesus e segue os seus mandamentos, mais será?

Eu na minha modesta maneira de vê o Jesus do qual está escrito nas Escrituras Sagrada posso dizer que cada vez mais o desassocio do termo religião: Ao falar de religião, nos referimos mais concretamente às expressões ou manifestações do sentido religioso do que à simples convicção das verdades (ver Fé). (Extraído do dicionário bíblico Ebenezer).

Porque que digo isso? Pois quanto mais eu leio o Novo Testamento não consigo ver nenhuma referência da parte de Jesus ou algo que me leve a entender da forma que está expressão é associada às coisas de Deus pelas diversas expressões de religiosidade condicionada. Sobra teorias e argumentações sobre as religiões e falta a verdadeira convicção da verdade pregada por Jesus: Salvação para a vida eterna e que só a Fé nele e sua palavra pode fazer com que uma pessoa possa por isso esperar.

Jesus quando reunia as multidões para ensinar sobre a verdadeira maneira de agradar a Deus deixava todos admirados: "E aconteceu que, concluindo Jesus este discurso, a multidão se admirou da sua doutrina;"  Mateus 7 : 28.

Ora o que é Doutrina? = Conjunto de ensinamentos religiosos. Ah! Então Jesus ensinava sobre religião; Não! Nada disso os que ficaram admirados foram os da multidão que até então só tinham conhecimento de Deus através dos ensinamentos do Antigo Testamento e viviam pelas Leis transmitidas por Moises. A admiração deles dava-se justamente pelo fato de que Jesus estava estabelecendo uma nova relação entre o povo e Deus. Jesus mostrava como Deus amava o seu povo, se compadecia deles e queria abençoa-los sem a necessidade da religiosidade das obrigações dos sacrifícios, das ofertas e principalmente do Sangue.

Religião da maneira que foi usada ao longo da historia da humanidade me remete para uma única coisa: A manipulação dos homens por homens que deturpam grande parte da palavra de Deus.

Creio que quando Deus pensou em restaurar a condição natural dos homens, originalmente criados para serem sua imagem e semelhança certamente da mesma maneira que ocorreu com Noé, Jacó, Isaque, Abraão e Moises ele buscou entre os homens na terra aquele que poderia desempenhar tal missão. Porém não encontrou nem um sequer nem mesmo entre os religiosos de Israel, pois a muito haviam esquecido como agradar de fato a Deus. Ele teve que enviar o seu próprio filho unigênito e mui amado Jesus Cristo para que através dele o homem tornasse a ver a verdadeira face de Deu. A mesma que Adão desprezou. Pois os homens haviam mudado a sua Doutrina: Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens. (Mateus 15:9)

No novo testamento as palavras religioso ou religiosos é mencionado no singular em 06 versículos e no plural em apenas 05 versículos então posso entender que o fato de ser religioso tal como Jesus descrevia principalmente os Fariseus, Saduceus e Escribas como  sendo, não necessariamente como dizem está de acordo com a vontade de Deus. Portanto não é atoa que aqueles que ainda se apegam as doutrinas impostas pela religiosidade e tradições equivocadas de homens que como Jesus ensinou e mostrou sejam fervorosos defensores de Religiões e nem tanto de Jesus: Então Jesus falou à multidão e aos seus discípulos. Ele disse:

– Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para explicar a Lei de Moisés. Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem. Porém não imitem as suas ações, pois eles não fazem o que ensinam. Amarram fardos pesados e os põem nas costas dos outros, mas eles mesmos não os ajudam, nem ao menos com um dedo, a carregar esses fardos. Tudo o que eles fazem é para serem vistos pelos outros. Mateus 23:1-5a.

Vejam que Jesus manda que eles obedeçam a Lei de Moisés e não as conveniências de falsos mestres que só queriam serem vistos e para isso eram e ainda são capazes de alterar a verdadeira palavra de acordo com seus interesses, não mais limitando-se a anuncia-lo como ele ordenou desde o tempo de Moisés:

Jesus maravilhava as multidões que ocorria para ouvi-lo, pois não falava somente daquilo que fora passado de geração a geração pelos escribas: "E maravilharam-se da sua doutrina, porque os ensinava como tendo autoridade, e não como os escribas." Marcos 1:22

, a ponto de perguntarem entre si, dizendo: Que é isto? Que nova doutrina é esta? Pois com autoridade ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem!" Marcos 1:27

Quando Jesus foi interpelado pelos fariseus que queriam saber de onde vinha o seu conhecimento e autoridade Ele mostrou que estava realmente falando daquilo que Deus queria: "Jesus lhes respondeu, e disse: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou." João 7:16. Portanto fica claro para mim e para homens de boa vontade  também compreenderem que Jesus não estava criando uma nova religião ou criando mais uma classe de religiosos, ele estava mostrando e ensinando como Deus quer ser adorado, ou seja, pelo que ele mesmo falou: "E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós." Êxodo 3:14.

E mais ele os confrontou e nos confronta ainda hoje: "Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo." João 7:17

O grande engano hoje até de alguns Cristãos é o fato de que pela sua precipitação acharem que tudo que dizem ser da parte de Jesus assim o é! E não recorrem à única fonte confiável que há para conhecer a Doutrina de Jesus e PRECIPITADAMETE ERRAM O VERDADEIRO CAMINHO. Muitos buscam nas Religiões e ensinamentos de homens, e mesmo que alguns estejam ainda ganhando almas para Deus; não devem dar ouvidos somente ao que é dito por eles. "Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente." Efésios 4:14.

Tenho ouvido e lido todo tipo de explicação para o que chamamos de Religião e até quando este termo é mencionado na própria bíblia fico mais convicto que não foi e ainda não é devidamente compreendido: Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo. Sua religião não tem valor algum!

A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo. Tiago 1:26; 27. Neste único versículo verão a manipulação da palavra de Deus pelos homens. O principio do ajudar os órfão e viúvas foram expandidos para o ajudar aos pobres e famintos pela varias religiões dos homens ou pelas suas filosofias e se baseiam nele como fundamento de concordância a vontade de Deus. Porém hipocritamente esquecem-se do final do versículo que é tão importante ou mais importante para Deus: e não se deixar corromper pelo mundo. Tiago 1:27b. Na palavra de Deus não existe orientações que possa ser seguidas em partes ou se segue como ela orienta ou então não estão acordo com o que foi dito por Deus.

Por isso que insisto em afirmar que Jesus não criou uma religião. Ele foi o modelo de como devemos nos portar mediante ao conhecimento da vontade de Deus somente pela sua palavra.

O apostolo João pregou esta verdade:

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus.

Ela estava com Deus no princípio.

Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito.

Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens.

A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram. João 1:1-5.

E confirmou de quem falava: Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade. João 1:14.

Se em qualquer religião que tenha conhecimento não é obedecido aquilo que Jesus a Palavra Viva pregou. Com certeza Ele não estará nela.

Experimente viver Jesus pela sua palavra: A Bíblia. E busque na convivência da Igreja de Cristo não uma religião, mais sim, a comunhão entre aqueles que também entendem isso e verão como Jesus é muito maior do que possa se dito por qualquer um: Jesus fez também muitas outras coisas. Se cada uma delas fosse escrita, penso que nem mesmo no mundo inteiro haveria espaço suficiente para os livros que seriam escritos. João 21:25.

Obrigado Pai por está de volta! Usa-me para a sua vontade em nome de Jesus

Amém.

Vivo por Jesus

Deus está no controle!

Ainda que eu não te ouça, pois o mundo faz de tudo para te calar! (Trecho da Canção Mar de Vidro de Rodolfo Abrantes) Apesar das inúmeras v...