sábado, 17 de dezembro de 2011

Olhai por vós mesmos; não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e aquele dia vos sobrevenha de improviso como um laço. Lucas 21:34.

image

Fico observando os apelos comercias e as declarações carregadas de emoções das pessoas em relação a proximidade do Natal. Contudo nada se ouve ou se vê que remeta a Jesus Cristo o motivo para este tão aguardado dia. Infelizmente trocaram o motivo de maior alegria que foi o nascimento de Jesus Cristo (ainda que não tenha nada haver com o dia 25 de dezembro) pela alegria industrializada e ensacada trazida por um personagem fictício vestido de vermelho.

Tendo eles, pois, ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela que tinham visto quando no oriente ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino. Ao verem eles a estrela, regozijaram-se com grande alegria. Mateus 2:9-10.

Para qualquer pessoa que realmente ame o Cristo de Deus é inconcebível associa-lo a uma festa que a cada ano vai demonstrado a sua origem Pagã. O que ao mesmo tempo para que conhece a palavra de Deus não é surpresa que cada vez mais Jesus seja relegado a um mero coadjuvante para as pessoas que se quer se preocupam em entender a importância Dele nas suas vidas. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Filipenses 2:9.

Seria mais coerente a ICAR assumir que sua tentativa de atrair as pessoas para suas fileiras, associando Jesus Cristo a uma fábula mentirosa do Papai Noel. Como qualquer outra mentira, saiu do controle! Tornou-se o que sempre foi uma festividade Pagã na qual a adora-se mais arvores e um personagem velho e gordo do que aquele que é o único digno de toda honra e glória.

Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. Filipenses 2:10-11.

Torno a dizer! Não tenho nada contra a quem goste do Natal dos Comerciantes da ICAR e até do Noel. Mas posso e devo expor as verdadeiras motivações que estão por trás destas manifestações de alegria extremada de um único dia. Porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo. Romanos 14:17. Este é o motivo que me permite alerta-los contra este estado de euforia quase coletiva que parece acometer as pessoas das crianças aos mais velhos. Como busco a minha cidadania plena ao Reino de Deus e vivo de acordo com os seus mandamentos e segundo a sua vontade, não posso me dar ao descuido de ser enganado pelo receio de estar indo de contra a “visão” da maioria.

Para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; Efésios 4:14.

Meus queridos (as), cada crente é um embaixador do Reino de Deus e, portanto não devemos ter receio de mostrar a verdadeira vontade de Jesus Cristo. Se qualquer um de vocês lerem o Novo Testamento que relata a vida do Nosso Senhor, não encontrarão nenhuma menção a data de seu nascimento, nenhuma ordenança aos discípulos de que celebrassem o seu nascimento. Pelo contrario? Encontrarão ordem partida do próprio Jesus para:

Pregar o Evangelho – O Ide; Amar o seu próximo como a si mesmo; guardar os seus mandamentos; participar da Santa Ceia essa sim, em sua memória. Então não podemos ser Cristão e viver esta festa de fantasia que de amor, compaixão, cuidado e reverência a Jesus não tem nada. E não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas. 2 Timóteo 4:4.

Mesmo que contrarie a opinião humana de alguns, o que escrevo não está fundamentado no “achismo” ou em minha própria opinião. Tudo que escrevi e muito do que ainda não escrevi, está relatado na Bíblia e em todos os outros livros sérios sobre este tema. E é de conhecimento até dos que elaboram estas “magnificas” produções de idolatria a um velho caquético. Não peço que concordem comigo. Mas, que de livre consciência pesquise a verdadeira origem dessa festa? São eles que insistem mesmo com todas as evidências contraria a palavra de Deus associa-la a Jesus.

Nada! Nada de missa de galo ou de galinha! Nada de troca de presentes! Nada de dia 25 de dezembro. Ou seja, não há nada de especial nesta data. Se o que estiver no seu coração não seja o entendimento da verdade de que o maior presente que Deus deu ao homem não veio em um embrulho com um belo laço? O maior e único presente pelo qual importa a humanidade se alegrar nos foi dado PREGADO NUMA CRUZ DE MADEIRA. O vermelho que o cobriu? Não foi de cetim vermelho! Foi o seu próprio sangue! Derramado por todos.

Pense nisso quando seus filhos perguntarem o significado do Natal. Criem crianças felizes e as presentei quando desejarem e não sob um falso pretexto comercial e ligado a uma instituição religiosa que se vendeu ao mundo. Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele. Provérbios 22:6.

Paz! Alegria! Saúde e tudo mais que desejem. Jesus Cristo te dar e te dar! Não por um único dia: Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. 1 João 5:20.

Feliz será todo aquele que aceitar a Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador em todos os dias da sua vida e em toda eternidade.

Amém.

PS: Natal sem Jesus? Estou fora!      image

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.

Deus está no controle!

Ainda que eu não te ouça, pois o mundo faz de tudo para te calar! (Trecho da Canção Mar de Vidro de Rodolfo Abrantes) Apesar das inúmeras v...