sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Mateus 6:33

image

Em primeiro lugar gostaria de desejar a todos que  acompanham este Blog, um Feliz 2014.

Esta é a primeira postagem do ano e com certeza, a mais longa que já postei. Contudo valerá a pena sua leitura até o final.

O que abordo a seguir, tem muito haver com a minha atual situação de busca de crescimento espiritual individual. Porém, também entendo que o acompanhamento de cada palavra com a ajuda e discernimento do Espirito Santo, possa servir como exemplo a ser observado e dá conhecimento das consequências para o que qualquer um que queira realmente se manter salvo pelo fé no sacrifício na cruz do Senhor Jesus e através da Sua Graça Redentora poderá passar; se estiver claro, realmente em busca o Reino de Deus  Seu governo e soberania sobre os crentes.  


COMO CRIANÇA:

Já declarei em outras postagens, que o versículo 33 de Mateus 6, foi o primeiro que o Espirito Santo de Deus me deu como base para o momento em que me encontrava quando conheci o evangelho. Pouco tempo depois, quando participava de um culto, o pastor frisou com ênfase o significado de: “e todas essas coisas lhes serão acrescentada”. Ele deixou bem claro para todos os presentes naquele culto e para mim, mais esclarecedor seria impossível; da importância de estar na casa de Deus (Igreja) com o intuito pensava eu, de conseguir a nossa cidadania no Reino de Deus. Naturalmente como qualquer recém-convertido achei que estava na igreja que o Senhor me queria que estivesse. Então! Era à Igreja certa.

CRESCENDO E DISCERNINDO:

Contudo, com o passar do tempo, ocorreu o que o na carta aos Hebreus é descrito e comparado com a necessidade de uma criança ao crescer mudar o tipo de alimento. --- Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Hebreus 5:13. Ainda mais, porque nunca tornei a ouvir dos pastores a ênfase ao Reino de Deus e do amor incondicional de Jesus Cristo. O que  provocou-me a buscar então onde estaria o caminho para o Reino? O que não poderia deixar de ser, já que estava “crescendo” e ansioso por conhecer mais da palavra de Deus. --- Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo; 1 Pedro 2:2. Entendi que ainda que tivesse que voltar a me alimentar de leite, que fosse então o leite ao qual Pedro se referia: Racional e verdadeiro; pois afinal de conta é o que a palavra de Deus ensina. --- E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32.

Não sou o que poderiam chamar de uma pessoa ingênua ou que se decepciona facilmente com o ser humano! Pelo contrario, sou as vezes visto por alguns como arrogante; dono da verdade ou simplificando: Uma pessoa difícil. Isto porque não me deixo ser guiado somente pela emoção das palavras e ser fiel ao meu caráter forjado na realidade da coisas. Se há portanto algum prejuízo por ser assim, se posso dizer que haja, recai sobre mim mesmo. No entanto, não fazem ideia do preço que estou tendo que pagar. Bem que já havia sido avisado que assim seria pelo próprio Senhor Jesus: --- Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. João 15:20. Por querer me manter fiel unicamente aos ensinamentos do Evangelho e não viver dos textos do Antigo Testamento ensinados fora do verdadeiro contexto bíblico; só para  para justificar teorias de homens que veem o Santo nome de Jesus Cristo como fonte de prosperidade financeira. A Famigerada: Teologia da prosperidade, que afirma que todo cristão deve ganhar bem, ter uma vida acima da média e jamais passar qualquer tipo de aperto financeiro; afirma ainda que aqueles que não são bem-sucedidos financeiramente; estão debaixo de maldição, ou não tem fé; ou ainda não aprenderam que precisam determinar e não aceitar a pobreza. Dizem os pregadores da prosperidade que aqueles que não aceitam esta doutrina, pregam um Evangelho de misérias e vivem derrotados.

Criando um classe de crentes que colocam o bem estar aqui no mundo acima da promessa Jesus Cristo de uma vida melhor e eterna com Deus no Seu Reino.

Por mais que não concordem comigo, afinal,  nunca quis ser unanimidade, penso que a busca pela cidadania do Reino de Deus, devesse ser o proposito de todo o crente em Jesus. No entanto,  mesmo que não tenha sido de tudo surpresa, encontrar uma quase oposição ao meu entendimento de como viver o evangelho tal como descrito no Novo Testamento. Que ressalta na sua expressão maior a Graça. Por não ver sentido na pregação da prioridade da famigerada abundancia financeira do Antigo Testamento e do Evangelho das Igrejas da Prosperidade e abominar seus ensinamentos e promessas, esperava que no mínimo não caíssem também no erro de julgar-me. Principalmente, porque as argumentações que defendem,  não resiste a uma constatação  diante do verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo. Usam textos fora do contexto para justificar a “condenação” usando  linguajar comum no meio dos adeptos desta teoria totalmente fora do conceito da Graça. E declaram a “sentença” de que quem assim não pense, só pode está em: Opróbrio = Estado de profundo rebaixamento, desonra e vergonha. Situação inclusive mencionadas nos livros de Jó 19.5 e Isaias 30.5, ambos do Antigo Testamento. O que na ótica deles é a razão que motiva a falta de prosperidade evidentemente das coisas naturais, tais como: um bom e estável emprego, um bom carro, casa, ser um fiel dizimista , está sempre de acordo total com a liderança humana e por ai vai.  Os problemas comuns a todas as pessoas normais de acordo com eles; para todos que aceitam a Jesus Cristo serão eliminados automaticamente da suas vidas e serão livres de  uma vida de provações.

Entretanto, não percebem, que por assim  acharem que deva ser a vida cristã. Deixam de racionalmente discernir o que para mim e muitos outros ao longo da história do Cristianismo fica mais que obvio. Que não tem nenhum sentido, que Jesus Cristo o Filho de Deus e Deus! Viesse a este mundo para sofrer até a morrer  a mais infame morte da época, e esse sacrifício tenha como intuito de que dai por diante todo aquele que viesse declarar que nEle creu, fossem ricamente abençoados e tivessem uma vida longa e prospera isenta de maiores problemas.

Acreditam ou acham que  sendo frequentadores de cultos é o que os farão serem muito abençoados. É claro que é bom vim ao culto, louvar, adorar, orar ouvir a palavra e com toda certeza ser abençoado, se a verdadeira palavra for pregada. Mas, o principal é saber que as benção de Deus estão aonde nos estivermos, se a palavra dEle permanecer em nós. O que contraria a teoria criada no intuito maior de manter as igrejas cheias. De que, as pessoas só serão abençoadas se estiverem em determinado culto, fizerem determinado voto ou honrar a Deus com ofertas. Ou seja para que as igrejas estejam sempre cheias, liga-se a condição da benção à presença nos cultos. Como se o Espirito Santo estivesse a mercê e obediência aos pastores ou só estivesse com as pessoas quando e se estiverem nos cultos. Negando portanto, a que é dito do Espirito Santo em relação ao cristão: --- Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? 1 Coríntios 6:19 .

Obs.: Sublinhado por mim: Dado! O que é dado é de Graça!

Por isso não somente entendo, mas, é o que a palavra ensina quando Jesus diz: Que a semente que  frutifica a 30, 60 e 100 por um é a que cai em bom solo. Não estava em hipótese alguma se referindo a dinheiro, prosperidade financeira ou a bênçãos materiais que irão se multiplicar em nossas vidas! Ele estava e ainda está, se referido a própria palavra ensinada na explicação da parábola do semeador. Se alguém não entende assim; é porque lhe falta profundidade nas coisas de Deus ou tem muita má vontade de compreender a verdade. –- O que semeia, semeia a palavra; Marcos 4:14  --- Esta é, pois, a parábola: A semente é a palavra de Deus; Lucas 8:11

Mas a palavra do Senhor permanece para sempre.E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada. 1 Pedro 1:25

Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, Romanos 10:8

Assim a palavra do Senhor crescia poderosamente e prevalecia. Atos 19:20

A IMCOMPREESÃO:

Por entenderem que eu um crente de apenas 07 anos de vida com Deus possa independente de que sua vida financeira não esteja sendo tão prospera financeiramente como creem que deva ser.Afirmam que estou apontando defeitos para justificar a  busca por uma igreja perfeita. Como se eu não soubesse que entre as denominações existente seja elas evangélicas ou não, nenhuma é e nunca será perfeita. leiam sobre as igrejas em Apocalipse: – João às sete igrejas da província da Ásia: A vocês, graça e paz da parte daquele que é, que era e que há de vir, dos sete espíritos que estão diante do seu trono, Apocalipse 1:4. E porque não haverá instituições denominacionais perfeita? Porque a única igreja possível de ser corrigida a ponto de ser mais próxima da santidade do nosso Deus. É a igreja espiritual de Deus que somos nós.

Imagino, como essas mesmas pessoas não reagiriam se dissesse que elas não querem ou pelo menos não demonstram também buscar as diretrizes de Deus? Se escandalizariam mais ainda? Não consegue compreender que; nós seres humanos imperfeitos queremos ter a explicação para tudo, ter tudo sobre o nosso controle. Mas, quando Jesus disse que busquemos A Basileia – O Reino de Deus. Cujo significado é: Poder real, realeza, domínio; referencia ao direito ou autoridade para governar. É para qualquer cristão ansiar pelo Poder real de Jesus sobre nossas vidas! O Reino pode ser também, um território sujeito a governo de um rei. E Jesus está dizendo: busque a Basileia, busque o meu controle, busquem está no meu território, busque o meu comando e as minhas direções deixe eu ser o Seu Rei.

Acreditem ou não! É o que eu estou sinceramente buscando. E portanto, não é de estranhar que não queira continuar frequentados igrejas que ensinam e acham que podem buscar buscar o Reino de Deus pela suas regras e entendimento. Para também desfrutar do melhor da terra. É totalmente parecido com a odisseia dos Hebreus quando saíram do Egito, libertado por Moisés. queriam manter as mesmas condições sacrificiais que, para nos já foram totalmente pagas e resgatadas pelo sangue de Jesus Cristo na cruz. Ensinam uma mistura de conceitos, regras, mandamentos e ensinos que foram específicos para uma época, condição e povo. Fazendo com que os que não buscam lerem a Bíblia acharem que por estarem em uma igreja, ser evangélico, ser dizimista, ofertante, ter um ministério ou ter feito um curso e depois das vitórias alcançadas, estas praticas os levarão ao Reino de Deus. Contudo na palavra estão errados! Buscar o Reino não é ter uma vida religiosa. O que é ensinado na palavra de Deus é exatamente o contrario. O buscar o Reino de Deus é se deixar colocar debaixo do domínio do rei! Está debaixo das ordens das diretrizes deste rei. E não tornar a voltar para o Egito  voltar ao deserto com Moisés. Que nem chegou a entrar na terra prometida.  Afirmo, que já perdi muito tempo, tentando exercer a paciência  pela misericórdia e  a Graça do Senhor em relação aos ensinamentos “proféticos evangélicos” das igrejas tradicionais, pentecostais ou new pentecostais. Mas, felizmente para mim o poder da palavra viva de Deus fala de forma  inquestionável quanto a sua inerente.

Ao invés de buscar soluções; ao invés de desejar, determinar que o rei faça o que você quer, porque  não buscam o que o rei quer, que você queira? E não é por arrogância ou falta de  humildade como dizem que sou.  Ainda mais que a verdadeira humildade é: Reconhecer e buscar ansiosamente está sobre o domínio do Rei Jesus Cristo; está quebrantado diante dEle é o que torna uma pessoa humilde e não palavras mansas proferidas em púlpitos ou  na intimidade dos relacionamento, com as mesmas línguas que também condenam e amaldiçoam. --- Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor. 1 Coríntios 4:4

Não quererem compartilhar da minha busca pelo que penso ser a vontade de Deus é parte da liberdade que todos tem. Ainda que não tenha nada haver com outra falésia religiosa: o livre arbítrio. Quando se aceita a Jesus Cristo; Ele é soberano. Contudo, nem que não fosse meu direito, não deveriam acusar-me de estar em busca uma “igreja perfeita”.  Somente porque, a maneira como  penso que serei verdadeiramente um Cristão Seguidor de Cristo é está apto a amar a meu próximo como a mim mesmo. Chega se uma incoerência, sou criticado pelo fato de considerar o evangelho do Senhor Jesus Cristo, superior a qualquer outro ensinamento? E não aceitar outra razão pela qual a Sua morte se consumou; que não seja para salvação e as demais coisas: Acréscimo. --- Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus. 2 Coríntios 5:21.

SER OU JÁ ESTÁ ABENÇOADO?

Durante os primeiros anos da minha conversão, achava tudo que se ensinava na igreja era o correto e cheio das melhores intenções cristãs. Participei de campanhas, fiz votos, jejuei, orei a Deus no nome de Jesus para ser abençoado. Ensinaram-me a determinar no nome de Jesus para ter vitória??? Então descubro na palavra Dele que já sou abençoado.

E que já tenho inclusive, mais que Ele teve: –- E disse Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu têm ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça. Mateus 8:20. Todo o ensino de Jesus nos Evangelhos deixa bem claro que não devemos nos apegar as coisas desta vida. —Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam. 20 Pelo contrário, ajuntem riquezas no céu, onde as traças e a ferrugem não podem destruí-las, e os ladrões não podem arrombar e rouba-las. Mt 6.19- 33.

Um homem que estava no meio da multidão disse a Jesus: —Mestre, mande o meu irmão repartir comigo a herança que o nosso pai nos deixou. Jesus disse: —Homem, quem me deu o direito de julgar ou de repartir propriedades entre vocês? E continuou, dizendo a todos: — Prestem atenção! Tenham cuidado com todo tipo de avareza porque a verdadeira vida de uma pessoa não depende das coisas que ela tem, mesmo que sejam muitas. Então Jesus contou a seguinte parábola: —As terras de um homem rico deram uma grande colheita.  Então ele começou a pensar: “Eu não tenho lugar para guardar toda esta colheita. O que é que vou fazer?  Ah! Já sei! —disse para si mesmo. —Vou derrubar os meus depósitos de cereais e construir outros maiores ainda. Neles guardarei todas as minhas colheitas junto com tudo o que tenho.  Então direi a mim mesmo: ‘Homem feliz! Você tem tudo de bom que precisa para muitos anos. Agora descanse, coma, beba e alegre-se. ’” "Mas Deus lhe disse: “Seu tolo! Esta noite você vai morrer; aí quem ficará com tudo o que você guardou? ”"  Jesus concluiu: —Isso é o que acontece com aqueles que juntam riquezas para si mesmos, mas para Deus não são ricos. Lc 12. 13-21.

E O QUE REALMENTE É UMA BENÇAO?

Aprendo com um dos homens que pelo amor a palavra de Jesus foi um dos que mais foi perseguido e sofreu por  defender veementemente que para ser Cristão deveríamos pensar e agir como Cristo. E considera tudo que hoje as igrejas  rejeitam como sendo o que o fortalecia.  ---- Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. 2 Coríntios 12:10. Como posso a partir deste exemplo encontrar  sentido  ou justificativa para participar das formulas diversas criadas por homens para alcançar bênçãos? Bênçãos, que sequer sabemos se estaria de acordo com a vontade de Deus. –- "Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos. Isaías 55:9

Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Mateus 6:19,20.

Recusar-me portanto, a continuar em qualquer igreja onde a pregação me faz sair mais vazio do que antes de conhecer a Cristo e a verdade é o que  me coloca em rebeldia? Se uso a liberdade que é dada a todos que verdadeiramente tem a Jesus Cristo como seu senhor. –- Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. João 8:36 . Se saio em busca de outra igreja (física) que me alimente o espírito sedento de conhecimento da verdadeira vida em comunhão cristã; onde está o erro?

Inclusive, analisem os  discursos de diversos lideres evangélicos quando é para justificar a expansão das suas denominações; verão que a minha atitude está totalmente de acordo com o que “pregam” e os  porquês da necessidade dela existirem. Na pratica o discurso fica preso ao que é: Um Discurso. Pois, mesmo havendo várias denominações e nas quais, todas deveriam a  Jesus Cristo exaltar. Nem sempre é o que ocorre. O que se vê são os Seus ensinamentos não serem fielmente passados. Principalmente no que Jesus determina como principais condições para uma plena vida Cristã: Ele respondeu: " Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todas as suas forças e de todo o seu entendimento’ e ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’". Lucas 10:27 .

Quero poder ao fazer a oração ensinada por Jesus: Venha o teu Reino e que seja feita tua vontade. Que eu esteja em sinceridade! Pois só Jesus tem o direito de me governar! De sua vontade está sobre a minha! Pois Ele morreu por mim. Ele deu a sua vida e seu sangue por mim. Por nós! Ele pagou um alto preço pelos nossos pecados. Ele é soberano, dono de todo poder e de toda a glória, criador do céu e da terra. Eterno. Não o eterno para sempre. Eterno porque é. Porque não tem passado , presente, futuro. Ele sempre foi, é e será! O que conhece todas as coisas. Me conhece e conhece a vocês mais que vocês mesmos. Conhece o que necessitamos, mais do que a nossa carne pensa que necessita. Por isso, que desejo ansiosamente buscar o governo daquele que sabe todas as coisas. 

Orgulhoso! Já posso ter sido. Mas hoje, mais  não! Há muito que deixei de ditar aquilo que eu acho que preciso. Quero e orarei sem cessar para que possa ter uma vida de contemplação do poder que há em Jesus também na simplicidade. Não confundam com passividade. Para que possa apresenta-lo as minhas petições e até minhas ansiedades, ter a liberdade de orar e dizer para Ele sobre tudo que me magoa e as questões que me oprimem. Mas, ao mesmo tempo descansar e repousar nas mãos do Deus que cuida de mim. Isso é fé. Fé que eu tenho e buscarei mais. Pois eu desejo o governo do meu Deus. Mais do que as revelações, promessas de vitória que me são oferecidas; creio que o que Deus espera de mim e de todos é a transformação. Porque o que Jesus Cristo deseja não é trazer para nós apenas um bom presente ou futuro para este mundo; Ele deseja fazer de nós novos homens e nova mulheres.  ---- Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? Mateus 16:26

JESUS CRISTO MORREU PARA NOS SALVAR. ISTO NÃO É UMA BENÇÃO?

Quando Jesus veio a terra, ele fez muitas curas e milagres. Ele continua fazendo, porém o que era mais importante não eram as curas e os milagres; o que importava e ainda importa; é que as pessoas creiam que Ele é o Filho de Deus para então serem salvas! Senão, poderão serem curadas milagrosamente e até prósperas! Mais ainda assim irão para o inferno. Viverão o milagre mais não estarão na eternidade com Deus. A dadiva dada pelos céus é apenas para que creiamos que Jesus é o Messias o Cristo de Deus, pois o que Deus deseja é o homem para si e não as boas coisas dEles para nos fixar neste mundo. --- E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. João 8:23.

"Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;"  Efésios 1 : 3.

A não ser que rasquem ou como já fazem, continuem a omitir os ensinamento da bíblia que mostram contundentemente a superioridade da Graça = Favor imerecido em relação aos ensinados na Lei de Moisés e as praticas do Antigo Testamento. Quem poderá me acusar  de esta errado por crer piamente na Graça? Se no Antigo Testamento já estava predestinado que assim seria. --- Assim, como diz o Espírito Santo: "Hoje, se vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião, durante o tempo de provação no deserto, onde os seus antepassados me tentaram, pondo-me à prova, apesar de, durante quarenta anos, terem visto o que eu fiz. Por isso fiquei irado contra aquela geração e disse: Os seus corações estão sempre se desviando, e eles não reconheceram os meus caminhos. Assim jurei na minha ira: Jamais entrarão no meu descanso". Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo. Hebreus 3:7-12

Será mesmo que estou sendo mesmo rebelde? Ou ponho em prática o que o Espirito Santo de Deus me concede discernir? –- Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal.Hebreus 5:13-14 . Onde veem rebeldia, não é a verdade? –- Pelo contrário, encorajem-se uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama "hoje", de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado, pois passamos a ser participantes de Cristo, desde que, de fato, nos apeguemos até o fim à confiança que tivemos no princípio.Por isso é que se diz: “Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião”. Quem foram os que ouviram e se rebelaram? Não foram todos os que Moisés tirou do Egito? Contra quem Deus esteve irado durante quarenta anos? Não foi contra aqueles que pecaram, cujos corpos caíram no deserto?
E a quem jurou que nunca haveriam de entrar no seu descanso? Não foi àqueles que foram desobedientes? Vemos, assim, que foi por causa da incredulidade que não puderam entrar. Hebreus 3:13-19

A LEI OU A GRAÇA?

 -- Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Efésios 2:8. 

Então? Sou rebelde por não querer dar ouvidos aos que ensinam ainda hoje as Leis de Moisés? Que não são para crer e nem tão pouco ser desprezada como relato, ensinamento e do que foi vivenciado no Antigo Testamento. Claro que não desprezo o ensinamentos da Lei, e de forma alguma os ensinamentos de Deus passados para Moisés,  deixaram de serem importantes. Ainda mais quando sabemos que encontramos no Antigo Testamento referencias claras que apontam para a Nova Aliança – O Novo Testamento. Mas, tenho discernimento para verificar que quanto ao contrario, antiga aliança é mencionada no Novo Testamento , seja por de Jesus Cristo ou os apóstolos; são como referencias comparativas entre o que não se deve prosseguir fazendo: –- O mais importante do que estamos tratando é que temos um sumo sacerdote como esse, o qual se assentou à direita do trono da Majestade nos céus e serve no santuário, no verdadeiro tabernáculo que o Senhor erigiu, e não o homem.Todo sumo sacerdote é constituído para apresentar ofertas e sacrifícios, e por isso era necessário que também este tivesse algo a oferecer.  Se ele estivesse na terra, nem seria sumo sacerdote, visto que já existem aqueles que apresentam as ofertas prescritas pela lei. Eles servem num santuário que é cópia e sombra daquele que está nos céus, já que Moisés foi avisado quando estava para construir o tabernáculo: “Tenha o cuidado de fazer tudo segundo o modelo que lhe foi mostrado no monte. Agora, porém, o ministério que Jesus recebeu é superior ao deles, assim como também a aliança da qual ele é mediador é superior à antiga, sendo baseada em promessas superiores. Hebreus 8:1-6

Torno a perguntar? Onde está minha rebeldia? Será que podem me condenar por  orar, pedir e permitir ao Espirito Santo para ajudar-me a discernir. E daí vê o que é obvio? –- Pois se aquela primeira aliança fosse perfeita, não seria necessário procurar lugar para outra. Deus, porém, achou o povo em falta e disse: "Estão chegando os dias, declara o Senhor, quando farei uma nova aliança com a comunidade de Israel e com a comunidade de Judá. Não será como a aliança que fiz com os seus antepassados quando os tomei pela mão para tira-los do Egito; visto que eles não permaneceram fiéis à minha aliança, eu me afastei deles", diz o Senhor. “Esta é a aliança que farei com a comunidade de Israel depois daqueles dias”, declara o Senhor. "Porei minhas leis em suas mentes e as escreverei em seus corações. Serei o Deus deles, e eles serão o meu povo. Ninguém mais ensinará ao seu próximo nem ao seu irmão, dizendo: ‘Conheça ao Senhor’, porque todos eles me conhecerão, desde o menor até o maior. Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados". Chamando "nova" esta aliança, ele tornou antiquada a primeira; e o que se torna antiquado e envelhecido, está a ponto de desaparecer. Hebreus 8:7-13.

Queridos (as), não está claro que, o que é “nova” é “nova”! Então porque insistir em manter o que já deveria como “pratica” ter desaparecido? Os pactos dos sacrifícios; das obras foram cumpridos de uma vez por todas em Jesus Cristo. –- Ora, a primeira aliança tinha regras para a adoração e também um tabernáculo terreno. Foi levantado um tabernáculo; na parte da frente, chamada Lugar Santo, estavam o candelabro, a mesa e os pães da Presença. Por trás do segundo véu havia a parte chamada Santo dos Santos, onde se encontravam o altar de ouro para o incenso e a arca da aliança, totalmente revestida de ouro. Nessa arca estavam o vaso de ouro contendo o maná, a vara de Arão que floresceu e as tábuas da aliança.

Acima da arca estavam os querubins da Glória, que com sua sombra cobriam a tampa da arca. A respeito dessas coisas não cabe agora falar detalhadamente.

Estando tudo assim preparado, os sacerdotes entravam regularmente no Lugar Santo do tabernáculo, para exercer o seu ministério. No entanto, somente o sumo sacerdote entrava no Santo dos Santos, apenas uma vez por ano, e nunca sem apresentar o sangue do sacrifício, que ele oferecia por si mesmo e pelos pecados que o povo havia cometido por ignorância.

Dessa forma, o Espírito Santo estava mostrando que ainda não havia sido manifestado o caminho para o Santo dos Santos enquanto ainda permanecia o primeiro tabernáculo. Isso é uma ilustração para os nossos dias, indicando que as ofertas e os sacrifícios oferecidos não podiam dar ao adorador uma consciência perfeitamente limpa. Eram apenas prescrições que tratavam de comida e bebida e de várias cerimônias de purificação com água; essas ordenanças exteriores foram impostas até o tempo da nova ordem. Quando Cristo veio como sumo sacerdote dos benefícios agora presentes, ele adentrou o maior e mais perfeito tabernáculo, não feito pelo homem, isto é, não pertencente a esta criação. Não por meio de sangue de bodes e novilhos, mas pelo seu próprio sangue, ele entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, e obteve eterna redenção. Ora, se o sangue de bodes e touros e as cinzas de uma novilha espalhadas sobre os que estão cerimonialmente impuros os santificam de forma que se tornam exteriormente puros, quanto mais, então, o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu de forma imaculada a Deus, purificará a nossa consciência de atos que levam à morte, de modo que sirvamos ao Deus vivo!  Por essa razão, Cristo é o mediador de uma nova aliança para que os que são chamados recebam a promessa da herança eterna, visto que ele morreu como resgate pelas transgressões cometidas sob a primeira aliança. No caso de um testamento, é necessário que comprove a morte daquele que o fez; pois um testamento só é validado no caso de morte, uma vez que nunca vigora enquanto está vivo aquele que o fez.Por isso, nem a primeira aliança foi sancionada sem sangue.

Quando Moisés terminou de proclamar todos os mandamentos da Lei a todo o povo, levou sangue de novilhos e de bodes, juntamente com água, lã vermelha e ramos de hissopo, e aspergiu o próprio livro e todo o povo, dizendo: “Este é o sangue da aliança que Deus ordenou que vocês obedeçam”. Da mesma forma, aspergiu com o sangue o tabernáculo e todos os utensílios das suas cerimônias. De fato, segundo a Lei, quase todas as coisas são purificadas com sangue, e sem derramamento de sangue não há perdão. Portanto, era necessário que as cópias das coisas que estão nos céus fossem purificadas com esses sacrifícios, mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios superiores.

Pois Cristo não entrou em santuário feito por homens, uma simples representação do verdadeiro; ele entrou no próprio céu, para agora se apresentar diante de Deus em nosso favor; não, porém, para se oferecer repetidas vezes à semelhança do sumo sacerdote que entra no Santo dos Santos todos os anos, com sangue alheio. Se assim fosse, Cristo precisaria sofrer muitas vezes, desde o começo do mundo. Mas agora ele apareceu uma vez por todas no fim dos tempos, para aniquilar o pecado mediante o sacrifício de si mesmo. Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo, assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam. Hebreus 9:1-28


O EVANGELHO REFORMADO:

Mesmo já cansando-me de tentar explicar, que não sou adepto da pobreza extrema e nem tão pouco deixo de crer que se Deus pode abençoar e/ou que desprezo que eu ou qualquer um possa ser prospera, contanto que se dá vontade Dele. E que apenas, passei a ter uma visão menos comum a todos, do que seja prosperidade! Principalmente a famigerada prosperidade financeira por ser cristão. Afinal, dizem os profetas da atualidade: O Senhor é dono do ouro e da prata. O que na ótica deles faz com que seja como se uma obrigação a todo os cristãos serem ricos. Se me recuso a buscar as RIQUEZAS QUE O EVANGELHO SEM CRISTO DEVERIA ME PROPORCIONAR.  Torna-me ANATEMA!  Perdoe-me! Mais uma vez erram. Pois a minha condenação não está sendo pela fé! É porem pela visão humana e deturpada dos que creem mais nas glórias deste mundo. (Porque andamos por fé, e não por vista). 2 Coríntios 5:7

Não sou de forma alguma hipócrita. Mas, não posso e não desejo mais  permitir que a minha vontade; o meu querer e o meu desejar, esteja acima da minha capacidade de contentar-me com o que Deus me permiti ter ou não! Então se  busco a partir desse entendimento deixar que Ele seja o que creio de todo coração que deva ser: Soberano em meu viver. Ainda que reconheça nem tudo irei compreender: “Eu não consigo entender a vida! Eu não consigo entender porque umas coisas dão certos e outras erradas. Eu não consigo entender como Deus responde e qual o tempo de Deus. Estas coisas me angustiam e eu também não consigo entender o amor de Deus. Mais como eu sei que Ele existe. Eu descanso!”

Descanso! Mais nem por isso, podem me  considerar um vagabundo, aproveitador, folgado, relaxado! Estou vivendo dias nos quais estou sentindo na pele o que realmente é viver como peregrino em um mundo que não me oferece muito para desejar como Cristão. Refiro-me, as já mencionadas  conquistas pessoais sem que tenham algum propósito que me leve a estar mais próximo do Reino. Mais uma vez, infelizmente pela minha limitada capacidade humana! Levei algum tempo para entender que é possível conciliar a vida plena com a plena vontade de Deus. E me custou muito este tempo; pois tudo indica que foi nestes 07 anos que Deus escolheu para me tratar; para então transformar!

Porque dEle mesmo não ter explicado aos que dizem ter orado buscando  dEle alguma prova do meu caráter cristão! Sinto dizer que não sou capaz de explicar o que eu mesmo não tenho as resposta. Mas, o interessante é que ainda assim sinto que tudo está de acordo com o que Ele espera e deseja de mim. E quanto a ajuda que certamente irei precisar! Mais do que nunca já sei onde encontrar.  -– Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Filipenses 4:12 . Sou fã da compreensão que o Apostolo Paulo teve em relação ao que Jesus Cristo ensinou. Ele, Paulo que era um mestre da Lei Judaica, perseguidor dos seguidores de Cristo, não teve duvida quanto a entender onde estava a verdade. Como, poderia eu não compreender que possa estar também passando por tão grande transformação? –- Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, Hebreus 12:1.

Não tenho a ninguém como desafeto, inimigo e nem tão pouco guardo rancor ou qualquer outro sentimento negativo por ninguém que não “concorda” comigo. No entanto, gostaria que mesmo  não crendo ou compreendendo; que parem de julgar-me. Pois, afinal eu bem sei que sou um miserável cego pobre e nu diante da minha limitada condição de também não poder entender completamente o meu semelhante. Por isso, que agradeço a Deus que teve misericórdia e me levou até o Seu Filho Jesus; para que assim então fosse possível que eu esteja escrevendo estas palavras com todo a vontade de poder realizar cada vez mais a comissão por Ele me dada do Ide. –- E disse-lhes: "Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas. Marcos 16:15.

Este blog me permite chegar a onde fisicamente não teria condições. Mas, a Graça e Misericórdia de Deus transformará todas as minhas limitações em favor daquilo que acima de tudo importa: Pregar a todo tempo e lugar o Nome Santo do Senhor Jesus Cristo de Nazaré.

Quanto a minha vida: Ontem é o passado. O amanhã é um mistério. Mas, o hoje! É uma dadiva; Isto se chama presente. Viverei cada dia conforme Jesus queira que eu viva, se assim for para glorificar o Seu Nome. Principalmente buscando ser e fazer o que o apóstolo Paulo ensinou ao jovem Thiago: –- Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos. Tiago 1:22

Novamente me perdoe a “arrogância santa”; mas é assim que creio que meu Pai me vê: --- “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte. Porquanto o que era impossível à lei, visto que se achava fraca pela carne, Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança da carne do pecado, e por causa do pecado, na carne condenou o pecado. para que a justa exigência da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito”. Romanos 8:1-4

Jesus Cristo te Ama e morreu para que pela Graça (Favor imerecido) todos fossem Salvos.

Deus procura adoradores! E não sócios. Vivam verdadeiramente como pequenas igrejas e não como um grande negocio. --- Se alguém ensina falsas doutrinas e não concorda com a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino que é segundo a piedade, é orgulhoso e nada entende. Esse tal mostra um interesse doentio por controvérsias e contendas acerca de palavras, que resultam em inveja, brigas, difamações, suspeitas malignas e atritos constantes entre pessoas que têm a mente corrompida e que são privados da verdade, os quais pensam que a piedade é fonte de lucro.
De fato, a piedade com contentamento é grande fonte de lucro, pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar; por isso, tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos.
Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos.
1 Timóteo 6:3-10

Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Romanos 3:24.

Peço definitivamente sincero perdão e desculpas a quem possa ter magoado pela minha limitada maneira de ser. Nunca tive intenção de ofender ou magoa-los; mas se mesmo assim o fiz! Perdoe-me em nome de Jesus Cristo. --- Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Romanos 12:19

Amém.