terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

O Reino de Deus, quem poderá achar?



O verdadeiro cidadão dos céus.
Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no teu santo monte?
Aquele que é íntegro em sua conduta e pratica o que é justo, que de coração fala a verdade e não usa a língua para difamar, que nenhum mal faz ao seu semelhante e não lança calúnia contra o seu próximo, que rejeita quem merece desprezo, mas honra os que temem ao Senhor, que mantém a sua palavra, mesmo quando sai prejudicado, que não empresta o seu dinheiro visando lucro nem aceita suborno contra o inocente.
Quem assim procede nunca será abalado! Salmos 15: 1-5.

A bíblia como costumo dizer, é o manual de Deus criador para o bom comportamento do homem sua criatura!
Se observarem e refletirem nestes versículos verão princípios de boa conduta e comportamento que foram coerentes com a época em que foram escritos e ainda assim são tão atuais para os dias de hoje. Como seria bom para a sociedade de modo geral, por exemplo: que os políticos, juízes, promotores, policiais e todos aqueles que de alguma forma exerce cargos ou funções cujo comportamento inadequado possa atingir diretamente a nós cidadãos.
Vemos diariamente nos noticiários as descobertas escândalos envolvendo  autoridades que se comportam como os piores bandidos.
Se fosse perguntado hoje ao Senhor, quem habitaria no seu santuário? Com toda certeza essas pessoas não estaria entre os que possam.
Quando me refiro às classes citadas acima, não estou com isso excluído os outros cidadãos, como se inocentes fossem. Infelizmente em todos os níveis sociais e em todas as situações de convivência, seja familiar, nas amizades, no namoro, noivado, casamento, sociedade em negócios, nos estudos, trabalho, amizades etc. principalmente no nosso país sabe-se que muitos também estariam fora do Santuário do Senhor. Por não praticarem quase nenhuma das qualidades apontadas no Salmo que pudesse permitir que fizessem jus.
Esta semana assistir um vídeo sobre um motorista de caminhão coletor de lixo da cidade de Caicó, que encontrou R$100.000.00 e devolveu ao dono. O repórter aproveitou para perguntar a algumas pessoas o que elas fariam se estivesse no lugar do motorista? Duas pessoas responderam que não devolveriam.
Uma até pensando creio eu, estar seguindo o que seja seu padrão de honestidade falou: Eu guardaria uns 03 dias e se não aparecesse o dono eu ficaria. Que tal? Mais o que choca não é este depoimento. O chocante é que as pessoas não veem mais na honestidade um principio a ser louvado e seguido. De todas as maneiras associam a qualquer gesto que deveria ser um padrão de vida ideal como uma oportunidade.
Antes de escrever sobre este fato, fui ao Google para identificar a cidade e encontrei vários outros exemplos de pessoas indignadas por este mesmo fato. Calma! Antes de aplaudirem são piores ainda as atitudes, mais triste ainda. Várias pessoas se manifestaram em blogs, twitter etc. ESCANDALIZADAS pelo fato do proprietário do dinheiro só ter dado R$500,00 de “recompensa”. Apesar de que na reportagem falaram em R$1.500,00, a questão não é o valor que deveria ou não ser pago; a questão é verificar que a HONESTIDADE tem que ter um preço na sociedade que vivemos.
Enquanto o apostolo Paulo nos exorta através do Evangelho de Jesus Cristo: Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas. Filipenses 4:8. As pessoas cada vez mais se distanciam da honestidade, do temor às leis e principalmente se distancia dos ensinamentos de Deus que excede em valor qualquer outro que possa haver, pois é o nosso passaporte para sermos cidadãos dos céus.
Agora aos que pretendem serem e principalmente para os que já estão pleiteando está gloriosa cidadania, não se esqueçam de observarem os princípios de Deus.
Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora é povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam.
Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma.
Vivam entre os pagãos de maneira exemplar para que, naquilo em que eles os acusam de praticarem o mal, observem as boas obras que vocês praticam e glorifiquem a Deus no dia da sua intervenção.
Por causa do Senhor, sujeitem-se a toda autoridade constituída entre os homens; seja ao rei, como autoridade suprema,
seja aos governantes, como por ele enviados para punir os que praticam o mal e honrar os que praticam o bem.
Pois é da vontade de Deus que, praticando o bem, vocês silenciem a ignorância dos insensatos.
Vivam como pessoas livres, mas não usem a liberdade como desculpa para fazer o mal; vivam como servos de Deus.
Tratem a todos com o devido respeito: amem os irmãos, temam a Deus e honrem o rei. I Pedro 2:10-17.
Que ninguém se engane, se não observarem estes princípios serão com certeza “deportados de volta para este mundo do vale tudo.”

Oro que Deus em sua imensa misericórdia pela interseção de Jesus renove diariamente a minha provisória permissão de candidato ao seu Reino até que possa entrar com todas as qualificações exigidas.
Amém.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.

Deus está no controle!

Ainda que eu não te ouça, pois o mundo faz de tudo para te calar! (Trecho da Canção Mar de Vidro de Rodolfo Abrantes) Apesar das inúmeras v...