terça-feira, 26 de janeiro de 2016

“E isto por causa dos falsos irmãos que se intrometeram, e secretamente entraram a espiar a nossa liberdade, que temos em Cristo Jesus, para nos porem em servidão” –Galatas 2:4

?

Não! Não é surpresa.



Não posso dizer que fico surpreso quando ouço de algumas pessoas quando estou falando de Jesus Cristo, o relato de exemplos do péssimo testemunho dados por pseudos cristãos que povoam as inúmeras denominações evangélicas, tais como: Fofoca, arrogância, inveja, idolatria (ao pastor ou a algum irmão(ã), condenação ao próximo etc.. Sem fazer juízo de valor, para não cair na mesma armadilha do inimigo. Entretanto, não posso deixar de comentar que este tipo de atitude em nada contribuem para o esforço de cumprir o Ide do Senhor Jesus: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15
Ainda mais, que o próprio evangelho nos alerta em relação a estas atitudes, que o apóstolo Paulo definiu como vinda de “Falsos irmãos” em sua carta aos Gálatas.
E de certa maneira o impressionante que mesmo com toda a expansão do evangelho de Jesus Cristo no Brasil; isto ainda não se traduza de fato em verdadeiro conhecimento do seu conteúdo, ou seja: A vontade de Deus ensinada; expressa e registrada nas páginas do Novo Testamento. Só assim posso explicar que isto ainda aconteça e faz com que não só ouça estes relatos de não cristão, mais também venha presenciar estes comportamentos entre irmãos. Esta constatação dá-se ao fato do aumento do número de evangélicos professos no Brasil. Mas que infelizmente não acontece na mesma proporção quanto ao crescimento dos que realmente tem o hábito de ler a Bíblia ao menos uma vez ao dia. Ou até que já a tenham lido de Gênesis a Apocalipse ao menos uma vez!
Pode até parecer estranho pensar que possa haver tantas pessoas entre os evangélicos que vivem dizendo estarem  “seguindo o que a Bíblia diz” confessam a fé em Cristo e possam ao mesmo tempo deixar de lado a importância da leitura pessoal da mesma. Creio que esses irmãos e irmãs não estejam agindo desta maneira por serem pessoas más ou totalmente desinteressadas! Porém infelizmente estão habituadas a serem alimentadas pela fé dos outros. Gostam de ouvir as pregações na igreja e se sentem tocados enquanto estão lá. Também porque, surpreendentemente entre muitos cristãos recém-convertidos sequer possuírem uma bíblia e não meditarem quando chegam em suas casas como aplicar os ensinamentos ouvidos; na sua vida diária. Acredito, baseado no meu próprio exemplo de vida cristã. Pois, posso classificar-me como um cristão AB = Antes de ter lido a Bíblia e DB = Depois de ter lido a Bíblia. Somente assim poderão se libertar de todo tipo de religiosidade e realmente serem livres em Cristo Jesus.--- E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32
Talvez vocês pensem que a Bíblia é apenas um livro religioso que contém histórias que justifica a prática do credo cristão! Mas, talvez também nisto esteja o engano cometido por muitos, desde os que são simplesmente “antiDeus e antibíblia” como aos que ainda que confessando-o, não entendem que a Bíblia é realmente a bússola que deve guiar todo o Cristão = Seguidor de Cristo. Como costumo publicar neste blog. A Bíblia é o manual do fabricante para o ser humano! Independente de querer crer ou não nela, não há como negar que nela encontraremos todos os aspectos que envolvem o ser humano deste a sua criação, assim como a do nosso próprio planeta. --- Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; Romanos 1:20.
Dentre as muitas coisas difícil de serem praticadas nos dias atuais, infelizmente a de observarmos a pratica do que chamamos de “fazer o bem” é, sem dúvida, umas das tarefas mais árduas de serem praticadas. Tanto assim o é! Que um principio que deveria ser comum a todos: A Honestidade. Quando se é praticada em um simples ato de devolução de algo alheio encontrado perdido. Não é visto como um ato que deveria ser inerente a todos homens e mulheres. E é elevado a potência da raridade! Com direito a ampla divulgação e até em alguns casos; merecedor de recompensas e placas alusivas. --- O que é direito escolhamos para nós; e conheçamos entre nós o que é bom. Jó 34:4.
Jesus Cristo, o único homem que poderia dentro dos padrões humano poderia ter reivindicado para si a condição de ser BOM; ensinou justamente que não existe de fato ninguém realmente bom, ainda mais pelo limitado conceito humano. --- Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus. Lucas 18:19.
Tenho certeza que muitos ficaram surpresos ao tomarem conhecimento que nunca serão capazes de serem o tão “bom” que pensam que são? Não é interessante saber que nem tudo que fazemos de “bem” na verdade nos torna bom? Ou mais! Que necessariamente não são somente as pessoas tidas como “boas” que fazem coisas “boas”? --- Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? Mateus 7:11.
O proposito deste comentário é justamente para mostrar outro principio esquecido pelas pessoas que se “julgam boas ou justas”: O não reconhecimento das nossas própria limitações! Mais do que julgarmos o próximo, devemos examinarmos a nós mesmos. Já que na maioria das vezes a nossa “bondade” esconde um mesquinho interesse pessoal de recompensa! Ainda que seja na forma de “reconhecimento”.
E para os que irão se identificar com o tema da postagem e pensavam serem Cristãos bons demais em relação aos outros cristãos ou não. Em nome de Jesus Cristo! Eu vos peço! Deixem que os ensinamentos do Novo Testamento falem por si só. Esta é a única maneira de comprovarem que somente a palavra de Deus através do que Jesus Cristo ensinou, viveu e nos deu! É a única forma de sermos cada vez pessoas melhores; e cristãos mais parecidos com Jesus Cristo.
Para comprovarem, é importante que leiam todo o Capítulo 7 do Evangelho de Mateus transcrito abaixo:
Mateus 7
1 Não julgueis, para que não sejais julgados.
2 Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.
3 E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
4 Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
5 Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.
6 Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.
7 Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
8 Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.
9 E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?
10 E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
11 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
12 Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.
13 Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;
14 E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.
15 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
16 Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
17 Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
18 Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
19 Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
20 Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.
24 Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
25 E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
26 E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
27 E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.
28 E aconteceu que, concluindo Jesus este discurso, a multidão se admirou da sua doutrina;
29 Porquanto os ensinava como tendo autoridade; e não como os escribas.

Meus queridos (as), espero sinceramente que esta postagem possa fazer com que reflitam tão somente sobre o que a palavra de Deus diz em relação ao comportamento necessários a todos diante Dele; do Seu Filho e do nosso Próximo. Que o Espírito Santo lhes conceda o discernimento necessário.

Ser-vos-ia bom, se ele vos esquadrinhasse? Ou zombareis dele, como se zomba de algum homem? Jó 13:9.


Só Jesus Cristo, Salva, Cura e Liberta.