terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Natal! Uma festa sem Jesus e sem o verdadeiro sentido cristão do seu nascimento.

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

image

Esse menino se chama Jesus. O verdadeiro e unico sentido para se comemorar o Natal, é identificarmos nele a figura deste menino que já nasceu e que foi crucificado na cruz por todos nós! O Verdadeiro Natal é a graça do céu! É Dadiva da misericórdia de Deus para com os homens.

E é neste sentido pelo qual se deve prender qualquer comemoração ; o unico e principal propósito; a motivação de comemoração tem que ser pelo nascimento de Jesus Cristo. Em agradecimento pela  Graça da salvação.

Porque este  é; foi e sempre será a verdadeira e única razão do nascimento de Jesus. Ainda que a humanidade esqueça disso ao comemorar o natal do comércio, da correria as lojas, do endividamento dos cartões de crédito e das armadilhas das grandes propagandas. Nós que o amamos pelo que Ele é não podemos nunca esquecer qual a verdadeira  razão.

Meus queridos (as) vocês mesmos podem observar pelas manifestações em alusão de forma equivocada do sentido de comemorar o natal  iniciar-se durante os mêses que antecede a dezembro. Com a intensificação das propagandas deste natal mundano de consumismo disfarçado em “boas ações” e amor fraterno! Quando anunciada a presença daquele que deveria ser o único motivo, se dá de forma piegas de uma represenação religiosa sem contudo ensinar qual a razão da criança ter nascido. É a demonstração clara da falta de relação da verdadeira mensagem cristã, quando se percebe sentido desejado nesta comemoração. Mesmo sabendo, que esta data é apenas uma das muitas tentativas humana de “agradar” a Deus. Entretanto, como tudo que não leva em conta os ensinamentos da palavra dEle, termina por acontecer o que há muito tempo tornou-se efetivamente a realidade desta comemoração. Apenas uma data voltada ao culto de um famigerado espírito de bondade, alegria, confraternização fraternal e de “amor ao próximo” mediante a troca de presentes, entre aqueles que podem se presentearem e regatear-se com  lautas ceias.

Não é de admirar que não seja Jesus Cristo o personagem central deste tipo de natal! Mas, tenha sim, como simbolo um velho gordo bonachão como personagem deste espírito de efêmera e passageira alegria. Relegando a verdadeira alegria, o divino presente há nos já dado desde o anuncio do nascimento daquele que viria ser nosso salvador. — E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.
Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz; Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco. Mateus 1:21-23.

Lamentavelmente, por trás desta forma desvirtuada de comemoração, que faz secundario o nascimento do filho de Deus. Em detrimento aos interesse comerciais, estão os religiosos que deixaram suas consciências serem manipuladas pelo espírito do mundo e suas tradições. Ainda que eu saiba que o dia 25 de dezembro escolhido como data de comemoração do nascimento de Jesus; seja uma adaptação pagã introduzida pelos Paps católicos e não tenha nada que biblicamente a justifique. O que interessa nesta postagem é alertar à aqueles que dizem ou pensam que Cristo é o seu redentor, mas mesmo assim comemoram o natal do consumo e pedir que  leiam e reflitam: Abaixo trecho do Sermão pregado na manhã de domingo, de 25 de dezembro de 1859, por Charles Haddon Spurgeon, em Exeter Hall, Strand, Londres.

Assim existem muitos sonâmbulos espirituais em nosso meio, que pensam que estão despertos. Mas não estão. Sua mesma presunção em se aventurarem aos altos lugares da confiança em si mesmos demonstra que são sonâmbulos; não estão despertos, são homens que caminham e falam em seus sonhos. Então, é realmente um assunto de sério questionamento para todos os homens que querem ser salvos no fim saber se este menino nasceu para NÓS, e se este Filho é dado para NÓS?

Agora, vou ajudá-los a responder à pergunta.

1. Se este menino que reside agora diante dos olhos de sua fé, envolto em panos na manjedoura de Belém, nasceu para vocês, então vocês nasceram de novo. Pois este menino não nasceu para vocês a menos que vocês tenham nascido para este menino. Todos os que têm um interesse em Cristo são, na plenitude do tempo, convertidos pela graça, revividos e renovados. Todos os redimidos não são, todavia, convertidos, mas o serão. Antes que chegue a hora de sua morte, sua natureza será transformada, seus pecados serão lavados e passarão da morte para a vida. Se alguém me disser que Cristo é seu Redentor, embora não tenha experimentado nunca a regeneração, esse homem expressa algo que desconhece; sua religião é vã e sua esperança é um engano. Unicamente os homens que são nascidos de novo podem reclamar que o bebê nascido em Belém lhes pertence.

Nota:  re·den·tor |ô|  adjetivo 1. Que redime ou resgata. substantivo masculino 2. Aquele que redime ou redimiu.

3. Jesus Cristo. "redentor".

Penso, que ai esteja a explicação que mostra definitivamente o porquê de muitos de boca dizerem que conhece o Cristo, porém não conseguem reconhecê-lo na criança que foi dada a nós. Jesus. ---  Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído; Isaías 29:13. O pai falou pelo profeta e o filho confirmou: --- E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus.
Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens. Mateus 15:6-9.

Queridos (as), penso de forma muito sincera e principalmente por não ter nehum direito de julgar e por saber que cada um pode fazer da sua vida aquilo que bem desejar, que não estou pregado nada de cunho condenatorio . No entanto, se serve como alerta, engana-se quem pensa que isto seja uma condição desejada por Deus, de que os homens utilizem famoso argumento do Livre Arbítrio! Entendo que existe uma tremenda confusão; entre a condição do homem escolher permanecer no pecado; com que chamam de livre arbitrio! Vejam abaixo a definição para a palavra arbítrio:

ar·bí·tri·o (latim arbitrium, -ii) substantivo masculino 1. Sentença de árbitro. 2. Parecer, juízo, opinião, vontade, determinação que não dependem de regra, praxe ou lei, mas da prudência ou .retidão da pessoa. = ALVEDRIO

ao arbítrio • À mercê, à discrição. Penso que estas defições tornam incoerrente relacionar o livre arbítrio com a vontade soberana de Deus. Entendo  que por muito nos amar é que Deus tolera estas incoerências humana; que colocam suas razões como razão do direito escolher rejeita-lo. Porém, meus queridos (as), Deus é imutável e não será definições humana que mudará a verdade. --- Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta; Hebreus 6:18. Portanto, ainda que Ele permita que façamos a escolha que fizer-mos; a Sua vontade através de Jesus Cristo é a única forma de alcançamos a salvação. E por seu amor Ele também é justo! Não podendo voltar atrás naquilo que Ele mesmo já provou ser  verdadeiro: --- Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16.

Meus queridos (as), não pense duas vezes antes de realizar sua escolha em relação a qual natal importa ser comemorado em sua vida? Por mais belas; emotivas e alegres que possam parecer as propagandas sobre o dia 25 de dezembro, não se iludam! Este não é o natal de Jesus. Busquem na bíblia! Na reflexão da palavra de Deus e nos ensinamentos do seu Filho Jesus Cristo apresentado no evangelho a verdade; que desde o princípio sempre foi pregada. Afinal! --- Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria? Números 23:19.

Que no dia seja 25 de dezembro ou qualquer outro, verdadeiramente a palavra Natal possa ter o sentido real ao qual ela está destinada. na·tal (latim natalis, -e, do nascimento) O dia do nascimento. = NATALÍCIO. E verdadeiramente o Senhor Jesus Cristo, o menino que nos foi dado por Deus para ser Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz e Nosso Salvador; Nasça nos seus corações e mentes bombardeados pelas ilusões de um ensinamento que não condiz com a palavra do Deus Pai e nosso criador e do Seu Filho Amado Jesus Cristo.

Das quais nós, que verdadeiramente o amamos sabemos que não importa o dia ou mês do Seu nascimento como homem. Mas, sim o dia em que o recebemos como Nosso Único Senhor e Salvador no coração.

No meu caso! Em 21 de agosto de 2005, quando o recebi, pelo batismo na água e no Espirito Santo.

A Ele seja dado toda honra e glória para Sempre.

Que o amor de Cristo neste dia e em todos os que virão possam abençoa-los.

Amém.


Razões porque somente Jesus Cristo ensinou; importa diante de todas as outras “opções”.

image

O evangelho de Jesus deve ser levado a todos, mas não é para todos – Apenas para os creem.

Não é um entre muitos caminhos para a iluminação que os homens pensam existir.

Uma vez que a sua pregação não condena o homem, mas o deixará inescusável diante de Deus.  Pois Ele apresenta somente:

Dois caminhos (estreito e largo);

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; Mateus 7:13

E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Mateus 7:14

Duas expressões (verdade e mentira);

Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:44

Dois grupos (salvos e perdidos);

Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. Marcos 16:16

Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte. Apocalipse 21:8

Dois senhores (Deus e Mamom);

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Mateus 6:24

Dois reinos (Deus e Satanás);

E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. João 8:23

Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. 2 Coríntios 4:4

Dois contrastes (luz e trevas);

Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. João 9:5

E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. Efésios 5:11

Duas posições (direita e esquerda);

E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Mateus 25:33

Dois destinos (céu e inferno);

Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna. João 6:47

Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus. Salmos 9:17

E um único e suficiente salvador: Jesus Cristo!

E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. Atos 4:12

Creiam meus queridos (as); não há nada que os homens ou as religiões possa fazer que  leve a salvação. Somente cumprindo o que foi ensinado: A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Romanos 10:9.

Feliz encontro com Jesus Cristo.

Amém

Deus está no controle!

Ainda que eu não te ouça, pois o mundo faz de tudo para te calar! (Trecho da Canção Mar de Vidro de Rodolfo Abrantes) Apesar das inúmeras v...