segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33



 “Todo Homem quer ser Rei. Todo Rei quer ser Deus. Somente Deus quis ser homem. Jesus Cristo de Nazaré ainda que seja o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.”


Já postei em outra oportunidade que o versículo acima foi um norte para minha vida de recém-convertido e com toda certeza não foi por acaso que este foi o primeiro que recitava de cor! Por que então estou dizendo isto mais uma vez? Porque, principalmente no dia de hoje muitas pessoas estão, seja em grupos ou individualmente fazendo planos e mais planos, criando e recriando expectativas para coisas novas ou não totalmente realizadas no ano de 2012 que está findando e projetando-as para o de 2013. Até parece que há alguma coisa sobrenatural que ocorre entre o dia 31 de dezembro e 01 de janeiro. Tirando o fato que a prática de se fazer resoluções de Ano Novo remonta aos antigos babilônios cerca de 3000 anos atrás. E há “algo” sobre o início de um novo ano que nos dá a sensação de um novo começo. Na realidade, não há uma diferença entre 31 de dezembro e 1 de janeiro. Nada místico ocorre à meia-noite do dia 31 de dezembro. A Bíblia não fala a favor ou contra o conceito de resoluções de Ano Novo.

No entanto, quando lemos ainda no capitulo 6 de Mateus a partir do versículo 24 ao 34. Podemos encontrar vindo do próprio Jesus Cristo uma serie de questionamentos daquilo que normalmente são as coisas que mais afligem as pessoas seja lá em que época for e que na bíblia é chamada: Solicitudes da Vida. E que também fazem parte do foco de atenção, desejo, sonhos externados na passagem de um ano para outro. --- Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. Mateus 6:24-34.

Principalmente neste ultimo versículo, o 34! Vemos uma mensagem muita clara e especifica de que é inútil a preocupação com um único dia futuro. Quanto mais, tentar estabelecer em um único dia todos os projetos para os 364 que virão! Assim como minha postagem em relação ao Natal, novamente estarei  parecendo a pessoa mais louca ou fanática do mundo! Mas será? Será que eu realmente sou louco ou fanático? Por quê? Já que passei muitos dos 44 anos e meio da minha vida, senão totalmente, mas mesmo assim “quase” acreditando em todo tipo de crendice, superstições, simpatias de Anos Novos! Como: Pular ondas? Comer e guardar caroços de uvas? Eleger cores como símbolos de boa sorte? Tomar banhos de folhas? Comer lentilhas? Comprar roupas novas para o dia?  Andar com Patuás? Consultar videntes? Cartas? Búzios? E tudo mais ser visto e considerando normal? Será que eu é que possivelmente sou louco ou fanático???? Porque então simplesmente não crê? --- E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32
Se achassem que devesse explicar o porquê da minha indiferença as comemorações de passagem de Ano da maneira que é vista pela maioria, este versículo seria a resposta mais logica que poderia dar.

Não condeno (quem sou eu?) ninguém que pensa de forma diferente ou apenas não pensa e segue a maré, tradições, costumes, fabulas e tudo mais que termina envolvendo todos em um estado de euforia = s. f.1. Sensação fisiológica de bem-estar. A questão, porém e que mais me chama a atenção, a ponto de permitir que os questionem quem de fato está sendo iludido? Eu! Ou os que como um jogador desavisado de que a “casa” sempre ganha, aposta todas as suas fichas em um único dia para obter o que pensa ser realmente uma grande alegria e pior; duradoura? Sei que é muito difícil para quem não crer na palavra de Deus e também até para alguns dos que dizem crê! Pois tenho visto até mesmo pessoas cristãs sendo arrastada pelos encantos dos fogos de artifícios e das vitrines de final de ano; entender o porquê de não haver nenhuma logica nesta pratica.
 Ora! É claro que não há nada de mais em confraternizar entre amigos ou até nem tanto, pois fico observando como até os desconhecidos neste dia são festejados como velhos amigos! Talvez, por ser apenas por um dia, as pessoas pensem que mal há em ser bom? Outra questão, porém é que no dia seguinte! Shazam! Acabou o encanto e todos passam agora a tentar identificar quem ou o que pode ser culpado e deve ser evitado (a) para que os desejos para 2013 se cumpram! E nem todos continuam sendo bons como aparentavam.

Meus queridos (as) ,querer ou achar-se bom em uma data especifica ou ocasião propicia, não tem nada demais e nem sempre reflete o que está de fato por trás da atitude. Na bíblia por sinal! Encontramos um belo exemplo de que ser bom é muito relativo e nem Jesus Cristo, aceitou ser chamado de bom. --- E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna? E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos. Mateus 19:16-17.
Não foi por acaso ou por falta de pessoas boas na terra que Deus enviou o Seu único Filho para morrer por todos nós. --- Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. Efésios 2:8-10. Ser bom, não é nenhuma virtude que possa diferenciar alguém! Deve ser algo inerente ao ser humano, pois para isso fomos criados por Deus. O homem foi quem inventou a ideia de que poderiam se diferenciar uns dos outros pela quantidade e nem sempre pela qualidade das obras, boas ações como preferem alguns que pudessem fazer. Achando com isso que estariam agradando ou senão até que garantindo o seus lugares com Deus. Ledo engano! E digo mais, é digna de misericórdia de Deus e da minha também quem pensa assim. Bem meus queridos (as), na verdade, na verdade! 

O que tenho a dizer em relação às resoluções de final de ano é cabível a todos, ainda que seja ou deveria ser uma pratica dos verdadeiros cristãos tal como está escrito em Filipenses 4:13 e nos diz que: "Tudo posso naquele que me fortalece." João 15:5 declara: "Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer." Se Deus for o centro da sua resolução de Ano Novo, então há chance de sucesso dependendo do seu compromisso e determinação. Se for da vontade de Deus que algo seja cumprido, Ele irá permitir que você o cumpra. Se uma resolução não honrar a Deus e/ou não estiver de acordo com a Sua Palavra, não vamos receber a ajuda de Deus no cumprimento da resolução.
Então, que tipo de resolução de Ano Novo deve o cristão fazer? Aqui estão algumas sugestões:
(1) ore ao Senhor pedindo por sabedoria (Tiago 1:5) em relação a quais resoluções, se for o caso, são da Sua vontade para a sua vida;
(2) ore por sabedoria a respeito de como cumprir as metas que Deus lhe deu;
(3) conte com a força de Deus para ajuda-lo;
(4) encontre um parceiro de responsabilidade que irá ajuda-lo e incentiva-lo;
 (5) não se desanime com fracassos ocasionais, em vez disso, permita-lhes ser uma motivação;
(6) não se torne orgulhoso ou vaidoso, mas dê glória a Deus. Salmo 37:5-6 diz: "Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu direito como o meio-dia."

No mais, meus queridos (as); só resta-me esperar que em 2013 todos os planos de Deus já traçados para minha vida possa de fato ser cumprido dentro da Sua vontade e no mais, somente posso desejar que para vocês todos que ao longo de 2012 tiveram comigo o privilégio e a honra de termos sido alcançados pela misericórdia de Deus através dos Seus ensinamentos deixados pelo Seu Filho Jesus registrados no Novo testamento que através do Espirito Santo nos foi ministrado ao longo das postagens das quais sou apenas um mero digitador, que as bênçãos já reservadas por Deus para 2013 se cumpra em todos os que de fato irão guardar os Seus mandamentos como a coisa mais preciosa que podemos desejar no dia 31, 1 e em todos os dias de 2013 e se possível for, até a eternidade com Cristo!

Feliz ano de 2013, na presença inigualável do Senhor Jesus Cristo; o autor e consumador de todas as coisas. --- Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Romanos 11:36.

Quanto a onde irei passar o último dia de 2012? Na casa de meu Pai é claro! Fazendo aquilo, para que somos criados. --- E para estarem cada manhã em pé para louvarem e celebrarem ao SENHOR; e semelhantemente à tarde; 1 Crônicas 23:30.


Amém e Glória a Deus em Nome de Jesus Cristo.


Deus está no controle!

Ainda que eu não te ouça, pois o mundo faz de tudo para te calar! (Trecho da Canção Mar de Vidro de Rodolfo Abrantes) Apesar das inúmeras v...