domingo, 4 de novembro de 2012

Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.João 6:37.

 

image

A falta de entendimento da  palavra de Deus. Faz com que os homens persistam na ideia de acharem que poderão ir até Deus quando assim desejarem! Quando observarmos as diversas passagens onde Jesus Cristo mostrar que  o fato de uma pessoa  se achegar a Ele está  muito mais relacionada ao grande amor de Deus e Sua misericórdia do que propriamente pela pensada vontade “exclusiva” da mesma, fica claro que há algo de errado com esta teoria. Mesmo no antigo testamento encontramos passagens onde os profetas também já mencionavam a incapacidade do homem de irem até Deus por obras ou qualquer outra forma de “agrado” exterior. Na verdade meus queridos (as) os homens estão em condição de inimizade com Deus! --- Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. Romanos 5:10.

E diante desta incapacidade  de reconhecer Deus como nosso Senhor, foi necessário que o próprio Deus providenciasse um plano de salvação para a sua criação! Dai ter enviando Seu único Filho Amado Jesus Cristo para que através Dele houvesse condições  para que fosse desfeita esta inimizade provocada pela desobediência e a consequente entrada do pecado no mundo. --- E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. Efésios 2:16. Não é sem razão e nem por fanatismo ou desejo de impor uma verdade absoluta, que nós  cristãos que verdadeiramente buscamos serem seguidores de Cristo; afirmamos que não existe outra maneira para que os homens possam de alguma forma ser novamente achados dignos de Deus, sem que seja através de Jesus Cristo. E isto fica evidente quando deixamos de lado qualquer pretensão de entendimento próprio ou baseado em qualquer outra orientação seja religiosa filosófica cientifica de qualquer natureza! Se o objetivo de quem almeja o conhecimento do mundo espiritual, for o de estar com o Deus da Bíblia não se pode pensar em estabelecer nenhum outro principio que já não tenha sido revelado pelo próprio Deus através de Jesus Cristo. --- Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, Efésios 2:15. Somente a Jesus, coube a missão de trazer a paz entre Deus e a humanidade. Não existe nenhuma possibilidade interpretada entendida desejada pretendida que possa estabelecer outro caminho até Deus que não seja através da cruz e do sangue derramado nela por Jesus. --- Ora, o Deus de paz, que pelo sangue da aliança eterna tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas, Vos aperfeiçoe em toda a boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em vós o que perante ele é agradável por Cristo Jesus, ao qual seja glória para todo o sempre. Amém. Hebreus 13:20-21. Só o Cristo Jesus é AGRADÁVEL a Deus! Então porque ainda existem tantos que não querem entender esta verdade? A chave para esta resposta meus queridos (as) está no versículo titulo! Pois, são tantos que dão as costas para Cristo que é necessário que o próprio Deus venha intervir “levando-os” até Jesus.

--- E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. João 3:19. Observem que neste versículo o apostolo João não está dizendo que a pessoa estará condenada por não aceitar Jesus! Ele na verdade está reafirmando o estado em que a pessoa já se encontra: Condenada! A pergunta a seguir poderia ser: Por Deus? Não meus queridos (as), pelos seus próprios pecados! ----  Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça. Isaías 59:2.

Se fossemos fazer uma comparação com as penas impostas pela justiça humana, seria como uma pessoa que fosse condenada por um determinado crime e recebesse a pena de prisão perpetua. E após uma revisão da sua ficha criminal, fosse constatado que o condenado havia cometido também outra infração, esta, porém passível de menor punição. Em que interferiria na situação do condenado se ele viesse a ser julgado por este novo crime e fosse considerado culpado ou inocente? Nada! Pois ainda estaria prevalecendo à sentença imposta pelo primeiro ato cometido. Interessante, é que mesmo sabendo a quão injusta e imperfeita possa ser a avaliação humana do que seja justo ou não. Aceitamos com certa tranquilidade (desde que não se aplique a nós mesmos) as determinações da justiça humana.

No entanto, quando se trata de aceitar a correção de Deus e a necessidade que haja o arrependimento dos pecados, temos a tendência de nos colocarmos como  nossos próprios advogados! Quando não, até mesmo juízes e nos achamos inocentes.  Ainda que diferente da condenação das leis, a correção de Deus seja motivada justamente pelo Seu grande amor pelo pecador. ---- Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Hebreus 12:7.

Quando vejo as dificuldades que os pais estão tendo nos nossos dias para educa seus filhos, entendo por que não foi por acaso que o apostolo Paulo se referia aos primeiros passos do recém-convertido como algo parecido a vida de uma criança. --- E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis, 1 Coríntios 3:1-2. A preocupação do apostolo em orientar aos novos convertidos está justamente no fato de que muitos dos que são “levados” por Deus a Cristo, invariavelmente tem um histórico de tentativas de terem buscado em outros caminhos e ainda estão com muitos “restos de alimentos” que mesmo que não estivesse de fato os alimentando, deixou-lhe empanturrados. --- Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? 1 Coríntios 3:3. Mas, porque que estou fazendo esta alusão a filhos? Por que meus queridos (as), quando nos achegamos a Cristo a situação é totalmente oposta a aquela que estávamos já nos acostumando ou que muitos pensam que é costume mesmo. É necessário que estejamos dispostos a nos deixar sermos tratados como crianças e até mesmo como recém nascido, o que de fato e verdade para as coisas de Deus somos! Talvez a principio vocês não entendam o que seja de fato este: Nascer de novo! Mas, não se preocupem, até os versados nas teorias das coisas de Deus se confundiam e ainda hoje se confundem. --- E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele. João 3:1-2. Talvez, possam entender um pouco melhor, se entenderem o objetivo que está por trás desse: Nascer de novo! Jesus Cristo não estava  propondo a Nicodemos algo que ele via como logicamente impossível. --- Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? João 3:4. É evidente que Jesus não iria propor algo mesmo que para Deus não haja nada impossível, mas, porém também Deus não comete absurdos. Havia um motivo superior à compreensão que Nicodemos até então tinha das escrituras que ele tanto lia como tentava por ela se guiado. -- - Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. João 3:3.

É isso que ainda ocorre nos nossos dias. Vemos igrejas evangélicas cheias, multidões pelo mundo marcham em determinados dias para mostrarem que são de Jesus! Porém a pergunta que fica no ar? Será que estas pessoas já nasceram mesmo de novo? Será que elas já sabem que não bastam apenas terem levantado à mão quando convidado a aceita-lo e mesmo que tenham sido batizadas nas águas só entrarão o Reino de Deus se também nascerem do Espirito. --- Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. João 3:5. Nisso reside à sabedoria onipotente onisciente e onipresente de Deus! Que dá mesma forma que Ele nos envia ao Seu filho, ele também sabe os quais verdadeiramente permanecerão fieis.  --- E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo? Lucas 6:46. Por isso penso que não seriam necessárias muitas explicações do porque de vermos tantas coisas sendo ditas e feitas em nome de Deus ou de Jesus que estão completamente fora do desejo e vontade Deles.

Da mesma forma pela qual particularmente eu vejo além das três características divinas de Deus: A onipotência onisciência e onipresença. Uma quarta que nós o forçamos a desenvolver: A Extrema paciência! E mesmo assim, só mesmo sendo Deus e tendo Jesus Cristo sentado a Sua direita intercedendo por nós. --- Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus, Hebreus 10:12. Portanto meus queridos (as), só mesmo aqueles que estão cegos pelas suas próprias concupiscências não consegue entender o quão fora de qualquer possibilidade estão qualquer outra tentativa de querer “convencer” Deus de que possuem alguma qualidade. Sem Jesus meus queridos (as) continuarão ainda condenados pelos seus próprios pecados e mais! Não haverá nenhum outro advogado que possa livra-los até mesmo dos pecados menores.  Só há um único intercessor e advogado que pode representar-nos. ---- Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. 1 João 2:1.

Haja paciência para relevar tanta má vontade em relação a Deus apesar de tudo que Ele fez e ainda continua fazendo para que haja mais pessoas que possam ser salvas em Jesus Cristo. ---  E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia. João 6:39.

Então o que você está esperando?

Só Jesus Cristo Salva Cura e Liberta.

Amém.

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.