segunda-feira, 11 de junho de 2012

Da mesma forma, considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus. Rm 6:11

image

Assim como Jesus morreu para o pecado, nós também morremos para o pecado. Porém o que ocorre é que por mais que deixemos o pecado de lado por cremos nisso; não é tão simples como possa parecer que vamos conseguir manter pecado longe de nós! Para que de fato isso ocorra devemos abraçar a nova vida que Jesus tem para nós a cada dia. Temos que esta com nossos corações abertos à vontade do Senhor para nós. Pois, só assim poderemos enfrentar esta árdua tarefa de permanecer em um mundo cujo império das coisas pecaminosas impera em todas as instâncias da vida. - Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos.
Não ofereçam os membros dos seus corpos ao pecado, como instrumentos de injustiça; antes ofereçam-se a Deus como quem voltou da morte para a vida; e ofereçam os membros dos seus corpos a ele, como instrumentos de justiça. Rm 6:12,13

Infelizmente para que de fato haja a renuncia aos desejos carnais é necessário que a Graça do sacrifício de Jesus Cristo opere na vida da pessoa. Pois, pelas leis impostas pelos homens vemos como é fácil transgredi-la. - Pois o pecado não os dominará, porque vocês não estão debaixo da lei, mas debaixo da graça. Rm 6:14.

Os exemplos vindos de todas as classes da sociedade humana prova o quão inútil são as leis que requeiram a ação humana para que possa ser cumprida. Isto ficou evidenciado desde as Leis de Moises, escritas em tabuas de pedras pelo próprio Deus. Como foram e ainda são desobedecidas! O que mostra a total incapacidade humana de por si mesmos ficarem livres dos pecados. E ainda assim, mesmo os que pela graça, alcançam esta melhor condição para deixar de lado os desejos pecaminosos devem permanecer firmes e atentos para que também não deturpem esta condição pelo fato de ser pela graça e não pela obediência da lei: E então? Vamos pecar porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De maneira nenhuma! Não sabem que, quando vocês se oferecem a alguém para lhe obedecer como escravos, tornam-se escravos daquele a quem obedecem: escravos do pecado que leva à morte, ou da obediência que leva à justiça? Romanos 6:15-16.

Talvez para vocês que não estão habituados com a linguagem bíblia possa parecer confuso o que vem a ser a Graça. Graça é o favor imerecido que faz com que estejamos aptos a receber quando aceitamos a Jesus Cristo como nosso único e suficiente salvador. Não foi necessário que os homens fizessem qualquer coisa para que Jesus se deixasse crucificar na Cruz! Ele se entregou por amor a todos sem nenhuma condição. Isto é que de fato é a Graça de Deus: Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Jo 3:16.

Entretanto meus queridos (as), por mais que sejamos tentados e de fato seremos. É crucial que sejamos observador daquilo que realmente nos faz estar livres das armadilhas do inimigo. - Mas, graças a Deus, porque, embora vocês tenham sido escravos do pecado, passaram a obedecer de coração à forma de ensino que lhes foi transmitida.
Vocês foram libertados do pecado e tornaram-se escravos da justiça.
Falo isso em termos humanos por causa das suas limitações humanas. Assim como vocês ofereceram os membros dos seus corpos em escravidão à impureza e à maldade que leva à maldade, ofereçam-nos agora em escravidão à justiça que leva à santidade. Quando vocês eram escravos do pecado, estavam livres da justiça. Rm 6:17,20.

Observem a preocupação do Apostolo Paulo em esclarecer de forma humanamente compreensível o que  devido a evidente e ainda permanente limitação dos homens, ainda é alegado como motivo para não entender que apesar de vivermos em um corpo físico; fomos criados para sermos espiritualmente ligados a Deus. Dai a intrínseca necessidade de aceitarmos a Graça dada por Jesus Cristo. - Que fruto colheram então das coisas das quais agora vocês se envergonham? O fim delas é a morte!
Mas agora que vocês foram libertados do pecado e se tornaram escravos de Deus, o fruto que colhem leva à santidade, e o seu fim é a vida eterna.
Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. Rm 6:21,23.

Vamos deixar o que já morreu no passado. Vamos viver de maneira apaixonada e gratuita para Deus com nossos olhos fixos em Jesus e a eternidade; como futuro que ele tem para nós.

Amém.

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.