sábado, 5 de maio de 2012

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Jo 1:1

clip_image001

Certa vez um homem perguntou a um Pastor qual era o tamanho de Deus? Ele sabiamente respondeu: Do tamanho do vazio que o homem sente dentro de si.

O versículo acima dá um entendimento mais profundo em relação ao que é estar o homem vazio de Deus ou ser um homem vazio. Pois na verdade o homem que ainda não teve um encontro com Deus através de Jesus necessariamente não é um ser vazio por completo; há outra motivação que o enche carnalmente: "Estando cheios de toda a iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;" Rm 1:29.

Justamente por isso que Paulo explica ao povo de Éfeso que deveriam ser cheios em toda plenitude de Deus. Somente totalmente cheios do Espirito Santo de Deus é que podemos expurgar o que nos enchia de tudo aquilo que é contrario a Deus.

"E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus." At 4:31.

Quando uma pessoa permite que Deus seja o Senhor da sua vida ela passa vivenciar uma experiência de novidade de vida que só quem conhece Jesus pode ter: "E os discípulos estavam cheios de alegria e do Espírito Santo." At 13:52. Não a alegria igual à proporcionada pelas coisas materiais que este mundo possa oferecer: "Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo." Rm 14:17

É incrível como já está enraizando na cultura dos homens que amam os prazeres que as coisas do mundo aparenta proporcionar basta observarem o comportamento e ouvir as conversas das pessoas nas sexta-feiras. Parece que todos são envolvidos numa frenesi das possibilidades de coisas que poderão fazer após o final do expediente, ultima aula ou simplesmente tendo um motivo para que saiam das suas casas.

Normalmente são levantadas todas as hipóteses das possíveis coisas que poderão estar fazendo para alcançar uma alegria de final de semana e todas elas no entanto tem quase a mesma motivação: A bebida, a comida e pegação. Sentimentos motivadores que são totalmente opostos ao Reino de Deus com o agravante de que a momentânea e estimulada alegria proporcionada  assim como tem data e às vezes hora para começar; necessariamente pode também não ser encerada no ultimo momento do Domingo muitos poderão ter esta alegria interrompida ainda nos primeiros momentos da própria sexta-Feira seja por um inesperado acidente automobilístico, brigas, excesso de bebidas ou drogas etc.

"Porque, que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando-se a si mesmo?" Lc 9:25.

Pessimismo exagerado pensarão alguns! Mais será mesmo? Ou não é uma realidade mostrada pelos noticiários? O problema não é e nem será o meu pessimismo como queiram achar mais será sim o excesso de confiança de quem pensa ter muita sorte. "Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas;" Jd 1:12.

Duro né! Mais o que se pode esperar para quem estabelece como motivo de alegria para sua vida propósitos tão fúteis? Como beber, comer e divertir-se sem como pensam esperar que acha consequências: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão”. "Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão somente o Pai. Como foi nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do homem. Pois nos dias anteriores ao dilúvio, o povo vivia comendo e bebendo, casando-se e dando-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca; e eles nada perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos. Assim acontecerá na vinda do Filho do homem. Mt 24:35-39.

Deste a morte de Jesus Cristo crucificado na Cruz por mim e por toda a humanidade que homens e mulheres veem pregado as boas novas que são os evangelhos que Jesus deixou como ensinamento para que não mais acontecesse como foi no tempo de Noé e não seja tarde para que percebam o perigo que correm por viver uma vida somente voltada para os prazeres da carne.

Muitos pensam que abdicando dos prazeres da carne estão perdendo muita coisa e que a vida de um crente é sem graça; quem pensa assim mesmo que seja para justificar a sua incapacidade de romper com o pecado estão muito enganados, além de toda a verdadeira alegria e paz que só quem tem Jesus pode ter não poderá existir nada melhor do que o que nos espera no fim: "Que não haja de receber muito mais neste mundo, e na idade vindoura a vida eterna." Lc 18:30.

"Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." Jo 16:33

Não pensem que poderão simplesmente dizer que era difícil acreditar no Deus que eu e outros já pregamos uma vez pelo menos para vocês alegando que não conseguia vê-lo: "Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;" Rm 1:20.

Não creiam nos falsos espíritos que estão no mundo dispostos a encherem os seus vazios de tudo aquilo que não é capaz de completar os seus anseios busquem o verdadeiro Espirito de Deus: "Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus." 1 Co 2:12.

Jesus te Ama e deseja preencher todos os seus vazios com seu amor perdão e salvação.

Amém

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.