terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Filho meu, se os pecadores procuram te atrair com agrados, não aceites. Provérbios 1:10.

image

Então reconheci diante de ti o meu pecado e não encobri as minhas culpas. Eu disse: "Confessarei as minhas transgressões ao Senhor", e tu perdoaste a culpa do meu pecado. Salmos 32:5

A questão não é “se”, mas “quando”! Nós crente em Jesus enfrentamos a tremenda pressão dos grupos. Seja nossos próprios parentes, colegas de escola, faculdade, trabalho, amigos e todos que por não quererem conhecer a verdade do evangelho irão se opuser a nossa escolha: E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão. Mateus 10:21.

Assim mesmo nós precisamos ajudá-los, pois sabemos quem está por trás dessa rejeição. Mas também devemos vigiar orar a essa onda de manifestação contraria e o poder de persuasão dessa pressão. Mais ainda, não devemos nunca nos cansar de resisti-la: E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. Mateus 10:22.

Tudo ao redor manifesta as muitas tentações do mundo e são próprias para enganar os que não conseguem enxergar a aparência do mal que está por trás de certas manifestações de alegrias: Abstende-vos de toda a aparência do mal. 1 Tessalonicenses 5:22.

A palavra de Deus ensina que devemos buscar andar conforme os ensinamentos de Jesus e não é atoa. Pois é exatamente o que fará a diferença entre o que éramos e pensávamos antes de conhecer a verdade da palavra de Deus. Os ensinamentos deixados por Jesus foram essenciais para a igreja primitiva estabelecer a base da estrutura cristã e ainda são da mesma forma para nós também essencial. E necessário termos a compreensão e pô-los em pratica para que possamos resistir os “agrados do pecado”.: E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.
Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo tudo o que é puro tudo o que é amável tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco. Filipenses 4:7-9.

A primeira parte do versículo acima mostra uma condição de paz que o mundo na sua maioria não conhece: A Paz de Deus. E ainda afirma que ela excede o entendimento humano. Mais adiante Jesus Cristo reforçou a diferença que há entre essa aparente paz proporcionada por ter dinheiro, bens, riquezas, fama parece oferecer. Ele mostrou e deu aos seus discípulos e consequentemente a todos nós que confiamos na sua palavra;  a verdadeira paz: Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. João 14:27.

Vejam meus queridos (as) que Jesus ensina que a sua paz não deve ser recebida como a do mundo: Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. João 14:27c. Isso porque é notório que na maioria das vezes a aparente paz gerada pelas conquistas materiais podem desabar com uma enfermidade grave onde nem todo dinheiro do mundo irá solucionar! Também pode acabar-se junto com uma crise financeira mundial! São tantas as circunstancias que envolve a paz sem Deus. Que é comum por trás da fachada de paz do saldo bancário, está escondido um: Coração perturbado pelo medo de perder a base não tão solida da sua paz.

Já a paz do Senhor além de exceder o entendimento humano não necessita de nada visível para sustenta-la, basta cremos que: A graça, a misericórdia e a paz da parte de Deus Pai, e da de Jesus Cristo, Filho do Pai, serão conosco em verdade e amor. 2 João 1:3.

Se parar para analisar os atuais estados de paz que o mundo pensa estar vivendo. Verão que está sempre amarrada por uma tênue esperança que não haja uma nova guerra em algum lugar deste mundo; que agora tão mais pequeno por causa da chamada: Globalização , se converteria numa crise mundial.

Haverá grandes terremotos, pestes e fomes em diversos lugares, e haverá terrores e grandes sinais do céu. Lucas 21:11

Pois se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em diversos lugares; Mateus 24:7

Quando ouvirem falar de guerras e rebeliões, não tenham medo. “É necessário que primeiro aconteçam essas coisas, mas o fim não virá imediatamente”. Lucas 21:9.

Esta passagem se estivesse posta em um portal de noticias internacional sem a menção de que se trata de versículos bíblicos, seriam tomadas como noticias recentes de algum país do mundo ou não?

Por isso meus queridos (as) que Jesus convida-os a receberem a única paz que não deixará que seus corações se turbem mesmo no meios das tribulações: Os justos clamam, e o SENHOR os ouve, e os livra de todas as suas angústias. Salmos 34:17.

A vida como Filhos de Deus mesmo que estejamos ainda neste mundo não pode ser vivida sob os mesmos desejos carnais do passado: Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem. Tiago 4:2.

Aqui Jesus é bem claro! Quando deixamos à cobiça a inveja os desejos malignos de  matar nas lutas e guerras. Somente basta confiar e ter fé que o que venhamos a pedir a Deus em nome de Jesus Cristo: “ Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor,” Filipenses 4:8. Será concedido.

E que possam experimentar a verdadeira paz! A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. Filipenses 1:2.

Amém.

image

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Usem este espaço para testemunhar como este Blog mudou sua forma de relacionar-se com Jesus Cristo.